A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

07/09/2016 21:15

Candidata do PSOL à prefeitura da Capital é impugnada pela Justiça

Nyelder Rodrigues

A candidatura de Rosana Santos pelo PSOL à prefeitura de Campo Grande foi indefirida pela TRE-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) após o MP (Ministério Público) Eleitoral propor a impugnação do registro da socialista por falta de desincompatibilização de cargo público.

Rosana é servidora municipal e, em sua defesa, alegou que "houve omissão do departamento competente do Município, para que as providencias pertinentes fossem por ela tomadas", consta nos autos da decisão, tomada pelo juiz eleitoral José Henrique Neiva de Carvalho e Silva.

Assinada na segunda-feira (5) mas só publicada nesta quarta-feira (7) no mural eletrônico do TRE, a medida ainda frisa que a desincompatibilização deve acontecer no prazo de quatro meses antes do registro - ela foi nomeada dia 27 de julho e o requerimento de afastamento submetido pela prefeitura data de 5 de agosto.

A reportagem tentou falar com Rosana para saber se ela irá recorrer da decisão, mas não conseguiu o contato até o fechamento da matéria. Ela e Rose Modesto eram as únicas mulheres no pleito, disputado por 13 homens.

Conforme os dados do DivulgaCand, 12 candidatos a prefeito em Campo Grande tiveram os registros deferidos pela Justiça Eleitoral, sendo Rosana a primeira indeferida. Apenas José Flavio Arce, do PCO, e Elizeu Amarilha, do PSDC, ainda aguardam julgamento sobre a situação para essa eleição.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions