A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

03/10/2016 11:20

De culpa do partido a concorrência desleal, as explicações dos derrotados

Dos 29 vereadores de Campo Grande, 25 tentaram reeleição, mas só 11 conseguiram se reeleger este ano

Mayara Bueno
Vereadora Luiza Ribeiro (PPS). (Foto: Arquivo)Vereadora Luiza Ribeiro (PPS). (Foto: Arquivo)

Vereadores de Campo Grande que não conseguiram se reeleger este ano atribuem a derrota nas urnas a vários fatores, entre eles ao próprio partido e ao que chamam de concorrência desleal na campanha. Dos 29 parlamentares municipais, 24 foram candidatos à reeleição, mas só 11 foram reeleitos e ficarão mais quatro anos na Câmara Municipal. O restante deixa a vaga no fim de 2016.

Mesmo conquistando 3.175 votos, a vereadora Luiza Ribeiro (PPS) não conseguiu se reeleger, isto porque o partido dela não atingiu o coeficiente eleitoral. “Não alcançamos. A responsabilidade é do partido também. Tive um mandato trabalhador, mas não ganhamos”, disse.

Luiza conseguiu mais votos do que 12 candidatos que foram eleitos. Nesta eleição, o PPS resolveu lançar chapa pura, não coligando com nenhum partido, o que dificulta a chapa proporcional.

Ademar Vieira Junior, o Coringa (PSD), também não conseguiu continuar no Legislativo Municipal. Para ele, a justificativa da derrota é a concorrência desleal. “Fizemos uma campanha limpa. Teve muito candidato que usou de outra forma para ganhar a eleição”, disse.

Ele afirma que, enquanto alguns foram honestos, outros candidatos usaram de outros meios, como oferecimento de vantagens em troca do voto. “Teve gente que não ganhou por proposta boa, mas sim por ter dado algo”, disse, afirmando também, sem citar nomes, que ainda buscará a recontagem de votos de três candidatos na Justiça.

Na eleição de 2012, Coringa teve 3.127 votos e este ano conquistou 2.521. Luiza teve 3.322, na eleição passada, e, agora, 3.175 votos.

Nem mesmo o candidato à reeleição no Executivo, Alcides Bernal (PP), conseguiu viabilizar sua continuidade no cargo. Ainda no domingo, tão logo o resultado das eleições indicava sua derrota ainda no primeiro turno, ele o criticava números de pesquisas e restrições que, segundo ele, o atrapalharam na campanha.

A reportagem do Campo Grande News procurou também os vereadores não reeleitos Edil Albuquerque (PTB), Carla Stephanini (PMDB), Flávio Cesar (PSDB) e Edson Shimabukuro (PTB), mas eles não atenderam às ligações.

Além destes, também não foram reeleitos Vanderlei Cabeludo (PMDB), Jamal Salem (PR), Roberto Durães (PSC), José Chadid (PSDB), Magali Picarelli (PSDB), Valdeci Batista Nunes, o Chocolate (PTB), Edson Shimabukuro (PTB), Francisco Luis 'Saci' (PTB) e Eduardo Cury (SD).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions