A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Agosto de 2017

03/06/2014 19:22

Delcídio diz que com PTB já tem apoio de 11 partidos; Longen atuará na campanha

Josemil Arruda
Delcídio ainda aguarda o PR indicar o vice para fechar chapa majoritária (Foto: arquivo)Delcídio ainda aguarda o PR indicar o vice para fechar chapa majoritária (Foto: arquivo)

O pré-candidato a governador do PT, senador Delcídio do Amaral, informou que com a conquista do PTB, para sua coligação, já são 11 partidos fechados para a aliança eleitoral deste ano. Segundo Delcídio, além do PTB integrar o bloco de “centro-esquerda” que dará sustentação política à sua candidatura, o petebista Sérgio Longen, presidente da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), vai integrar efetivamente a campanha eleitoral.

Embora não tenha aceitado o convite para ser candidato a senador, Longen estará integrado programática e com ações eleitorais na defesa da coligação encabeçada pelo PT, conforme Delcídio. “Não é candidato , mas vai estar junto conosco nessa caminhada, inclusive apresentando uma série de propostas de programa de governo, que já estão sendo acopladas, e participando do nosso conselho político, que incorpora importantes lideranças de vários partidos aliados”, declarou.

Já estão fechados para coligação, segundo Delcídio, o seu PT, PR, PDT, PP, PTB, PROS, PV, PC do B, PSL, PTC e PRP. Esses partidos vão participar de coligações proporcionais, com um chapão ou dois para deputado federal e com três chapas para deputado estadual. “Para estadual devemos ter três chapas, sendo uma com partidos grandes e médios, outra do PDT com partidos médios e outra com pequenos partidos”, revelou o senador.

Fora essas 11 partidos, Delcídio informou que ainda trabalha com a expectativa de conquistar apoio de mais três ou quatro partidos. "Meu ônibus tem mais espaço e todo mundo é muito bem recebido", garantiu o petista.

Senador e vice – Com Sérgio Longen tendo rejeitado o convite, Delcídio do Amaral confirmou que o presidente da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de Mato Grosso do Sul), Ricardo Ayache, é seu companheiro de chapa na vaga do Senado. “Com tinha sido decidido no encontro do PT, o Ricardo é nosso pré-candidato a senador. É um nome muito bom, respeitado, médico, o que vai refletir na nossa preocupação com a saúde. Estamos muito representados. Acho que é uma chapa forte”, declarou.

Quanto à vaga de vice-governador, o senador reafirmou que é do PR, presidido pelo deputado estadual Londres Machado. Até agora o nome não foi indicado. “Meu vice não vai ser uma rainha da Inglaterra, de figuração, vai ter cargo executivo no governo para me ajudar”, disse o petista.

 

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions