A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

30/09/2015 14:03

Deputados aprovam projeto que acaba com isenção do IPVA a 129 mil carros

Leonardo Rocha
Deputados aprovam projeto do governo, com cinco votos contrários (Foto: Assessoria/ALMS)Deputados aprovam projeto do governo, com cinco votos contrários (Foto: Assessoria/ALMS)

Os deputados aprovaram, em duas votações, o projeto enviado pelo governo estadual, que modifica a lei sobre isenção do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), que vai ampliar de 15 para 20 anos os carros que estão isentos do pagamento. A proposta gerou polêmica e teve cinco votos contrários no plenário. Com a medida, 129 mil veículos deixam de ser isentos e vão pagar o tributo.

A bancada do PT alegou que o projeto afetava justamente as pessoas com menor poder aquisitivo, já que são carros de 15 anos de fabricação, que antes estavam isentos, mas na proposta se aumenta para 20, ou seja, perde o benefício. Como forma de amenizar a situação, foi apresentada uma emenda que estabelece que quem completa 15 anos seguirá isento em 2015, mas a partir do ano que vem, terá a alteração.

Esta mudança atinge 129 mil veículos fabricados entre 1995 e 2000 que circulam no Estado. Os deputados realizaram uma reunião que durou mais de um hora, para definir a pauta de votação e o projeto do IPVA, que foi apreciado em sessão ordinária e depois convocado uma (sessão) extraordinária.

Na hora da votação, 13 deputados se colocaram a favor e cinco se posicionaram contra: Marquinhos Trad (PMDB) e Pedro Kemp, Amarildo Cruz, João Grandão e Cabo Almi, todos do PT. O projeto foi desmembrado da matéria sobre os produtos supérfluos e do ITCD, para que já fosse votado pelos parlamentares.

Kemp afirmou que entende o esforço do governo para fazer o ajuste fiscal, mas que é defensável o aumento sobre produtos como bebidas e cosméticos, porém esta mudança no IPVA atinge quem não pode pagar o imposto. “São aqueles que estão com carros velhos, o setor privilegiado que deveria contribuir mais”.

Amarildo ressaltou que o Estado deveria adotar a política de quem tem mais capacidade, contribui mais, não relacionada às pessoas mais humildes. “A base do IPVA atinge os mais humildes, temos que ter uma política fiscal mais justa”. Já Marquinhos Trad alegou que foi eleito para defender a diminuição de impostos e não para votar o aumento da carga tributária.



Deputados de MS aprovam aumento de 15 para 20 anos no IPVA...Votaram A FAVOR do AUMENTO

Barbosinha (PSB); ...‪#‎Dourados‬
George Takimoto (PDT);... #Dourados
Beto Pereira (PDT);
Felipe Orro (PDT);
Lídio Lopes (PEN);
Mário Fernandes (PT do B);
Mara Caseiro (PT do B);
Paulo Côrrea (PR);
Eduardo Rocha (PMDB);

Carro velho quem tem é pobre... o governador deveria saber disso. Vai cobrar impostos do rico.
 
Andre Henrique Pogodin Fontoura em 02/10/2015 09:52:26
É isso aí governador!!!
Reduziu ICMS do diesel e encheu os bolsos dos empresários (mais ricos) e
pau nos que tem carro velho.
Viva o PSDB.
Em 2018 tem troco.
Vai começar na eleição para prefeitura em 2016.
Até lá.
 
Critico em 01/10/2015 11:17:42
Também fica 20 anos com um carro? Estão de sacanagem, chutando alto 5 a 10 anos e tempo suficiente de juntar uma grana e trocar de carro.
 
Trololo em 01/10/2015 09:54:03
To vendo muita gente reclamando, mas também povo quer 20 anos com um carro, ta me zuando neh?
 
Trololo em 01/10/2015 09:53:08
MAX TÁ CORRETÍSSIMO
 
Cyro Escobar Ribeiro Neto em 01/10/2015 09:15:29
Tudo isso para sobrar mais Grana para Essa Corja roubar mais!!!
Parabéns Sr. Reinaldo "Azambucha" e para quem votou nele!!!
E lembramos que em 2018 essa mesma corja estará batendo em
nossas portas implorando nossos votos!!!
 
Clebe PL em 01/10/2015 08:22:19
Tudo bem que óleo de peroba faz parte do cotidiano destes políticos, mas, quero ver com que cara estes senhores vão pedir votos. Ora, é mais fácil meter a mão no bolso da classe média, espremer até sair a última moeda, então tá, as eleições estão por vir e espero que a população que usa carros velhos para ganhar seu sustento se lembrem bem dos nomes de quem aprovou isso, só assim, com a mudança de nomes vamos ter algo mais coerente, ou seja, quem pode pagar mais impostos que pague, e os que já pagam que sejam respeitados.
 
TIJUANO em 01/10/2015 07:59:33
É a marca de todos os governantes do PSDB.
A mesquinharia.
É inadmissível uma invenção dessas que atinge frontalmente os mais pobres.
Temos eleição em 2018.
A população vai dar o troco.
 
Critico em 01/10/2015 07:32:35
infelizmente votei nesse tal de Reinaldo, depositei minhas esperanças nele para não votar nos ladrões do PT, mas ele ta igualzinho a mamãe Dilma dele não faz merda nenhuma e ainda aumenta impostos, cade o empresario o agropecuarista, na verdade eu não acredito mais em ninguem e não voltarei a votar em Reinaldo nunca mais.
 
adolfo cristaldo holsbach em 01/10/2015 07:08:03
É isso aí pessoal que tem carro velho e votou sem dó em politicos que só querem o proprio bem, todo mundo aí tem carrinho zero, eles estão se lixando pra carro velho, pode cobrar IPVA, vistoria de seis em seis meses e mais o que vier, no bolso deles não vai doer nada, cada povo tem o politico que merece e infelizmente por vivermos em uma cidade e um país onde mais de 80% da população é burra, temos que aguentar isso, aos ofendidos, me desculpem, mas depois de re-eleger a Dilma, de eleger os vereadores e deputados que temos aqui e principalmente por elegerem prefeitos que não tem condições de ser presidente de time de futebol, chamar de burro é praticamente um elogio.
 
Max em 30/09/2015 16:24:56
Aposto que são esses politicos que só querem que os menos favorecidos sejam os mais sacrificados, que são contra a volta da CPMF! Devem ser esses que criticam a Presidenta Dilma pelas suas ações de querer achar uma forma de cobrir o prejuízo e os rombos deixados pela corrupção. Aqui no estado não é diferente, os "coronéis" mandam e desmandam, roubam, fazem falcatruas e no fim a conta sobra para a classe oprimida. Quanta injustiça e eles, no ar condicionado pago pela população, debochando de quem os elegeram. Eu e minha família desistimos de votar neles.Deus tudo vê, e o dia deles chegará.
 
Sentinela em 30/09/2015 15:26:08
O que está faltando no MS é fiscalização das condições dos veículos, além de não terem condições de transitar ainda tem um monte de carros, motos, caminhões e caminhonetes com o escapamento aberto para incomodar os cidadãos.
 
Marco em 30/09/2015 15:10:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions