ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 20º

Política

Deputados votam e decidem manter expediente híbrido até 20 de dezembro

Apesar de extender sessões mistas, Assembleia decidiu por volta do grande expediente e audiências públicas

Por Gabriela Couto | 05/10/2021 09:19
Durante sessão híbrida desta terça-feira (05), deputados votaram pela manutenção dos trabalhos no mesmo sistema até dia 20 de dezembro, por conta da pandemia. (Foto: Reprodução)
Durante sessão híbrida desta terça-feira (05), deputados votaram pela manutenção dos trabalhos no mesmo sistema até dia 20 de dezembro, por conta da pandemia. (Foto: Reprodução)

Os deputados estaduais votaram no começo da sessão desta terça-feira (05), mudanças nas regras de circulação de pessoas e das sessões híbridas na Assembleia Legislativa a partir do dia 15 de outubro.

Por 12 a 5, ficou definido que será prorrogado o sistema de trabalho misto, parte presencial e parte virtual até o dia 20 de dezembro deste ano. Vale lembrar que o Palácio Guaicurus está fechado para a população e a imprensa desde março de 2020, quando começou a pandemia do coronavírus.

A votação foi marcada por discordância de parte dos deputados. "Metade das funções do parlamento ficam prejudicadas, por isso, sou contra. Reivindico pequeno e grande expediente. Mesmo alguns querendo ficar em suas cidades, mas acho importante voltar a trabalhar normal", pontuou o deputado estadual Pedro Kemp (PT).

O presidente da Mesa Diretora, deputado Paulo Corrêa (PSDB) aproveitou para chamar a atenção do parlamentar. "Está aberto para voltar a trabalhar aqui embaixo. Aproveitou para votar pela continuidade dos trabalhos híbridos, porque não estamos deixando de trabalhar", destacou.

Em seguida, ele abriu a votação para definir a volta do grande expediente. Por 17 a 0, os deputados garantiram a retomada dos 30 minutos antes da ordem do dia para discussão dos inscritos que quiserem usar a tribuna.

"Aproveito para lembrar os deputados Amarildo Cruz, Rinaldo Modesto, Gerson Claro e Pedro Kemp, que estão na Casa e não estão aqui embaixo", acrescentou Corrêa. Para manter o bom humor na discussão, Evander Vendramini (PP) fez um pedido extra aos colegas. "Voto pelo grande expediente, mas quero pedir para a turma aí diminuir o debate entre Lula e Bolsonaro."

Também foi confirmado o retorno das audiência públicas. "Estamos de volta com expediente normal na Casa desde 1º de setembro e recebemos o pedido do retorno das audiências públicas, mas temos que seguir as regras de biossegurança", disse o presidente da Mesa.

Ficou estabelecido por 16 a 0, que os deputados podem realizar audiências públicas na Assembleia, desde que aprovadas em plenário com 24h de antecedência e que fique de responsabilidade de uma comissão permanente ou deputado responsável pelo evento. "Lembrando que todas as decisões dessa Casa são decisões colegiadas, é aprovada em plenário", concluiu Corrêa.

Nos siga no Google Notícias