A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

05/11/2013 18:50

Ex-dono de “império educacional”, Pedro Chaves nunca foi testado nas urnas

Zemil Rocha
Pedro Chaves falando à imprensa após reunião com Bernal (Foto: João Garrigó)Pedro Chaves falando à imprensa após reunião com Bernal (Foto: João Garrigó)

O novo secretário de Governo da Prefeitura de Campo Grande, Pedro Chaves (PSC), cuja nomeação foi publicada hoje no Diário Oficial (Diogrande), nunca foi testado nas urnas e é relativamente recente seu interesse pela atividade política. Embora seja suplente do senador Delcídio do Amaral (PT), em eleição majoritária a escolha do eleitorado é pelo titular da vaga. A inexperiência para comandar a articulação política será um grande desafio, especialmente como subalterno de um prefeito centralizador como Alcides Bernal (PP).

Toda a atuação de Pedro Chaves desde a década de 70, quando começou a construir um “império” no setor educacional privado, esteve ligada à atividade empresarial e com educador. Ex-professor de Matemática do Senai, Chaves foi fundador da MACE, em 1970, e do Cesup (Centro de Ensino Superior de Campo Grande) quatro anos depois, embrião do que viria a se tornar a Uniderp.

Pedro Chaves foi reitor da Uniderp até outubro de 2006, quando a vendeu para Anhanguera Educacional Participações S/A, de São Paulo (SP). O negócio foi celebrado por R$ 200 milhões, mas incluiu também a Unaes (Centro Universitário de Campo Grande) e as Faculdades Integradas de Dourados, Ponta Porã e Rio Verde e o Instituto de Ensino Superior de Dourados, além das atividades de ensino à distância da Uniderp. 

Famoso pelo sucesso de seus empreendimentos na área educacional, onde fez fortuna, hoje Pedro Chaves vive de suas rendas pela venda de suas empresas, embora ainda possua receita de cotas como sócio da MACE. Na última campanha eleitoral, em 2010, declarou patrimônio de R$ 69,3 milhões, dos quais quase R$ 50 milhões investidos em aplicações financeiras. Só em aplicação em LCI do Banco Santander, ele tem investidos R$ 30 milhões, além de R$ 5,4 milhões em aplicação de renda fixa no Banco Itaú, R$ 5,2 milhões em CDB do Santander e R$ 4,49 milhões no HSBC.

Há parcelas do negócio de venda do império educacional que Chaves recebe até hoje como participação. Em 2010, ele declarou à Justiça Eleitoral ter recebido R$ 5 milhões de fundo referente faturamento da Anhanguera.

Riquíssimo, Pedro Chaves é dono de avião e diversos bens imóveis, entre os quais um apartamento no Rio de Janeiro no valor de R$ 2,3 milhões e um prédio com cinco pavimentos no Lote 13 de Maio avaliado em R$ 2,4 milhões.
Formado em Ciências Econômicas e Engenharia Econômica, Pedro Chaves é pós-graduado em Economia na FIPE - Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da Universidade de São Paulo. Foi vice-presidente da Sociedade de Defesa do Pantanal - Sodepan; diretor da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande/MS e vice-presidente do Conselho Regional de Economistas do Estado de Mato Grosso do Sul – Corecon/MS.

Esses e outros dados sobre a vida de Pedro Chaves podem ser consultados em sua biografia divulgada na internet. O endereço é http://www.pedrochaves.com.br/biografia.

 

 




Admiro a pessoa do professor Pedro Chaves como alguém integro e com experiência administrativa. Muitos que foram eleitos na " urna " utilizaram o " cabresto " ou utilizaram de
recursos financeiros duvidosos. Como dizia um escritor: " Há tantos idiotas mandando em homens da ciência que começo achar que ciência é uma idiotice ". Assim, deixo meus parabéns a uma pessoa que tem a coragem de querer contribuir com Campo Grande e que não faz isto por dinheiro.
 
Aderval Rezende em 07/11/2013 02:11:19
Mas e dai?! Ainda mais se for comparados com esses nossos vereadores que foram testados na urnas!!!
 
Marco Antonio em 06/11/2013 00:03:50
Como seria bom se os candidatos a uma eleição, tivessem a metade do estudo do Sr. Pedro Chaves, certamente iria faltar candidatos.
 
elcio nunes em 05/11/2013 20:49:07
Vixeee....o homi é tudo isso aí em cima e quem é este experiente em que ? e que o qualifica como INEXPERIENTE EM ARTICULAÇÃO POLÍTICA ????? pelas bolas do profeta, imagina então se tivesse experiência .....para cuísso , dexa disso sô.
 
suzi da costa em 05/11/2013 20:47:14
É de admirar, um homem milionário querer assumir secretaria de prefeitura. Tem um monte de político quebrado precisando de um cargo desses.
 
João Pedro em 05/11/2013 20:13:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions