A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

17/04/2014 16:49

Gaeco apreendeu CDs e um pen drive na casa do prefeito Gilmar Olarte

Josemil Arruda
Secretário Rodrigo Pimentel lembra que foi Gilmar que exonerou Ronan Feitosa (Foto: arquivo)Secretário Rodrigo Pimentel lembra que foi Gilmar que exonerou Ronan Feitosa (Foto: arquivo)

O secretário municipal de Governo da Prefeitura de Campo Grande, Rodrigo Pimentel, informou nesta quinta-feira (17) que o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) recolheu “CDs de música e pen drive” na residência do prefeito Gilmar Olarte, durante cumprimento de mandado de busca e apreensão na última sexta-feira (11).

Até recentemente Olarte admitia apenas que tinha sido notificado pelo Gaeco a prestar esclarecimentos, mas ontem o Gaeco divulgou nota no site do Ministério Público Estadual (MPE) em que revelou ter apreendido documentos na casa do prefeito.

Indagado sobre o motivo do prefeito Gilmar Olarte estar sendo investigado pelo Gaeco, o secretário Rodrigo Pimentel respondeu: “A investigação é sobre a ligação com o Ronan, que fez alguns atos que estão sendo verificados”.

Segundo Rodrigo, a relação de Ronan Feitosa com o prefeito Gilmar Olarte foi apenas religiosa. “Ronan frequentava a igreja dele, só isso. Eles não conversavam nada demais. Não tinha uma relação”. Através de nota publicada na imprensa, o prefeito revelou que Ronan foi expulso de sua igreja no final do ano passado.

Questionado, então, sobre a nomeação de Ronan para a vice-prefeitura, no dia 28 de janeiro de 2013, já que o ex-assessor já respondia pelo crime de estelionato, o secretário de Governo declarou: “Talvez o Gilmar nessa esfera foi como vítima”.

Ao que tudo indica, Ronan agia ilicitamente no ano passado se passando por representante da Prefeitura de Campo Grande. “Como assessor, ele falava em nome de outra pessoa”, explicou o secretário Rodrigo Pimentel. Instado a informar se a Prefeitura de Campo Grande abriu algum inquérito para investigar as ações de Ronan Feitosa, ele respondeu: “Não teve nenhum procedimento. O que teve foi o prefeito Gilmar Olarte, no seu primeiro ato, exonerar ele”.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions