A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

24/06/2013 22:01

Governadores e prefeitos aprovam propostas de Dilma Rousseff

Luana Lourenço e Sabrina Craide da Agência Brasil

As cinco propostas de pactos nacionais para dar mais transparência ao sistema político e melhorar os serviços públicos, apresentadas hoje (24) pela presidenta Dilma Rousseff, foram aprovadas pelos 27 governadores e 26 prefeitos de capitais. Agora elas serão discutidas em grupos de trabalho.

Em reunião com chefes dos executivos estaduais e municipais, Dilma propôs hoje um plebiscito para a convocação de uma Constituinte a fim de fazer a reforma política, a mudança na legislação para tornar a corrupção crime hediondo, com penas mais severas, e apresentou pactos nacionais para saúde, mobilidade urbana, educação e responsabilidade fiscal e controle da inflação.

“A proposta dos cinco pactos foi aprovada pelos governadores e prefeitos de todos os estados, de todos os partidos. É um grande esforço de convergência, uma grande parceria republicana para responder aos desafios que estão sendo colocados neste momento”, disse o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, em entrevista após a reunião.

Segundo Mercadante, serão formados quatro grupos de trabalho: reforma política e combate à corrupção, saúde, mobilidade urbana e educação. Os grupos serão integrados por representantes dos governos federal, estaduais e municipais e especialistas. Existe a possibilidade da participação dos movimentos sociais e organizações que lideraram as manifestações que tomaram as ruas do país nos últimos dias.

A ministra da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, ressaltou que todos os pontos pactuados pelo governo federal, governadores e prefeitos vão depender de aprovação do Congresso Nacional. “Temos matérias que já estão tramitando e outras ainda darão entrada para termos o arcabouço legal para executarmos o que foi pactuado”.

Segundo ela, a própria presidenta Dilma deverá se reunir com lideranças do Legislativo para debater a questão provavelmente ainda esta semana. A presidenta também deverá apresentar as questões ao Poder Judiciário. “Fará o contato institucional necessário neste momento”, disse a ministra.

MS- Campo Grande News tentou o contato com o governador André Puccinelli e com o prefeito Alcides Bernal, ambos em Brasília. Mas não obtivemos sucesso nas ligações.

Temer diz que adiamento da reforma da Previdência foi 'ótimo' para ganhar votos
O presidente Michel Temer procurou mostrar otimismo ao falar sobre a reforma da Previdência ao dar posse ao deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) c...
Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
TRE realiza plantão para cadastramento biométrico neste sábado na Capital
O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) realiza neste sábado mais um plantão para atender eleitores de Campo Grande que ainda nã...


Gilson voce está com toda razão esse consócio não resolveu NADAAAAAAAAAAAAAA, continua a memíssima porcaria , mesmo abaixando o preço da passagem ainda está caro, digo isso por conta do serviço horrivel prestado, carros lotados , demora, que falaram tanto que iria diminuir o tempo de espera, tem um tal de RECOLHER carro, é aí que esta o grande erro , eles tiram carros das linhas e os usuário ficam mais tempo esperando , perdeu? Só no outro dia! Se as coisas não mudarem , PROTESTO até fazer valer nossos direitos, senão o que etamos fazendo hoje não terá sentido. Infelizmente só na pressao pior que feijão velho.
 
helena da costa andrade em 25/06/2013 21:15:06
"Governadores e prefeitos aprovam propostas de Dilma Rousseff" precisa ver se o "povo" aprova e não os políticos, pois é sempre em beneficio destes que as coisas são arranjadas e foi exatamente para mudar isto que houve as manifestações.
 
Antonio Mazeica em 25/06/2013 10:21:18
PESSOAL, SERÁ QUE... APÓS TODA ESSA PANTOMINA FEITA, ARMADA PELOS POLÍTICOS QUE A BEM DA VERDADE PEGARAM CARONA - E QUE CARONA HEIN? - E NA MAIOR CARA DE PAU "DECIDIRAM" ABAIXAR A TARIFA DO MAL OU BENDITO TRANSPORTE PÚBLICO.... AGORA EU POBRE COITADO PERGUNTO: MAS E A QUALIDADE DOS MESMOS, COMO FICARÁ? AQUI EM CAMPO GRANDE POR EXEMPLO.... ESSES ÔNIBUS VELHOS..... QUEBRADOS...... DESSE TAL CONSÓRCIO GUAICURUS...ÔNIBUS QUE DEMORAM UMA ETERNIDADE PRA CHEGAR À ÁREA CENTRAL DA CIDADE....QUE TRAFEGAM SUPER.. MAIS SUPER LOTADO MESMO.. SERÁ QUE ISSO CONTINUARÁ OU SERÁ PRECISO NOVOS PROTESTOS PRA OS POLÍTICOS TOMAREM NOVAS DECISÕES?
 
Gilson Giordano em 25/06/2013 08:00:14
Umas das mudanças necessariamente tem que ser na redução do numero de deputados federais, senadores, deputados estaduais e vereadores, bem como redução nos salários deles e demais verbas despendidas com eles, precisam entender que são representantes do povo, esses cargos políticos não devem servir de cabide de emprego nem de carreira profissional.
 
lucidio souza em 24/06/2013 23:13:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions