A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

06/09/2016 20:34

Justiça Eleitoral impede divulgação de pesquisa com indícios de fraude

Nyelder Rodrigues

Decisão do juiz eleitoral José Henrique Neiva de Carvalho e Silva impugnou mais uma pesquisa realizada pelo Instituto Valle Pesquisas. Desta vez, a representação foi impetrada pela coligação Juntos por Campo Grande, que tem Rose Modesto (PSDB) como candidata a prefeita. Entre os motivos para isso, estão indícios de fraude.

No pedido, a coligação encabeçada pelos tucanos afirma que a pesquisa não preenche os requisitos legais por não constar nota fiscal, indicação da fonte pública dos dados utilizados, além de conter irregularidade no número de entrevistados e custo dos serviços prestados, havendo indícios de fraude.

O juiz acatou o pedido com os argumentos levantados, fazendo com que a divulgação da pesquisa seja impedida até que sejam esclarecidos os pontos questionados. O magistrado ainda estabeleceu multa de R$ 5 mil por dia caso haja descumprimento da decisão, que foi proferida nesta terça-feira (6).

Na decisão, o Carvalho e Silva destacou também que o MP (Ministério Público) Eleitoral se posicionou em caso semelhante a este e que tramita no mesmo juízo, sendo também o Instituto Valle Pesquisas o alvo.

Neste caso, também foi constatado que não foi indicado fonte pública dos dados e contradição nos valores dos custos da pesquisa, além de indicar estranheza no número de entrevistados, que se repetiu.

Em ação impetrada pelo PSC, do candidato a prefeito Carlos Alberto David dos Santos, o Coronel David, questionou os critérios de uma pesquisa realizada pela Valle, e conseguiu acesso aos documentos da mesma, além de posteriormente conseguir também o impedimento da divulgação da mesma.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions