A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

06/04/2009 12:52

Marun vai ao RN debater programa de habitação do governo

Redação

O secretário de Habitação de Mato Grosso do Sul, Carlos Marun, marcou audiência para esta segunda-feira com o deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), relator da MP nº 459/09, que instituiu o programa de habitação do governo.

O objetivo desse encontro é apresentar o resultado da reunião que aconteceu entre os poderes públicos estaduais e municipais promovida pelo FNSHDU (Fórum Nacional de Secretários de Habitação e Desenvolvimento Urbano), em parceria com a Associação Brasileira de Cohab's (ABC), no último dia 31, em São Paulo.

Presidente do FNSHDU, Marun afirma que o plano "Minha Casa, Minha Vida", lançado pelo governo Federal, é um marco histórico, porém necessita de alguns ajustes para que os municípios com menos de 100 mil habitantes sejam contemplados.

Marun quer mostrar os resultados positivos que se têm alcançado com o investimento em habitação em todo o território nacional e os possíveis problemas que ocorrerão devido à exclusão dos municípios com menos de 100 mil habitantes.

Posteriormente, Henrique Eduardo Alves debaterá o assunto com a ministra Dilma Roussef (Casa Civil).

"Um dos problemas que pode ocorrer é a migração da população dessas pequenas cidades para as que serão beneficiadas com o programa. Seria transferência do déficit habitacional", observou Marun.

Outro ponto questionado por Marun é a diversificação na operacionalidade do programa, pois só a Caixa Econômica está como agente financeiro do plano habitacional.

"A Caixa já é responsável por vários programas do governo federal, o acúmulo de mais esse plano deixaria a operacionalidade do programa muito morosa. Estamos sugerindo que seja mais de um agente financeiro responsável pela execução do Programa Minha Casa, Minha Vida", enfatizou Marun.

O deputado Henrique Eduardo Alves também quer evitar que apenas cidades com mais de 100 mil habitantes sejam priorizadas com unidades habitacionais.

Para ele, os municípios que melhor se estruturarem para o programa devem ser contemplados. O relator vai se reunir amanhã com Dilma Rousseff, coordenadora do programa, para discutir as propostas.

"O que vou discutir é uma possível limitação que haveria apenas para o atendimento a municípios com mais de 100 mil habitantes, deixando de fora milhares de municípios brasileiros que têm também carência habitacional", afirmou o deputado.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions