A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

27/11/2015 09:56

Olarte é dispensado a pedido e não ficará frente a frente com Bernal

Filipe Prado e Antonio Marques
Olarte não irá participar da audiência (Foto: Fernando Antunes)Olarte não irá participar da audiência (Foto: Fernando Antunes)

O prefeito afastado Gilmar Olarte (PP) não irá acompanhar a audiência de instrução e julgamento, que ocorre na manhã desta sexta-feira (27) no plenário criminal do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul). O pedido foi feito pelo advogado de defesa, Jail Azambuja, e deferido pelo desembargador Luiz Cláudio Bonassini da Silva.

Olarte chegou pouco antes da audiência começar e, ao abrir a sessão, o advogado pediu que o cliente pudesse se ausentar, o que foi acatado pelo desembargador. Jail ainda cobrou explicações sobre a análise técnica feita sobre as interceptações telefônicas, realizadas pelo MPE (Ministério Público Estadual). No entanto, Bonassini destacou que informações serão repassadas durante depoimento das testemunhas.

O prefeito Alcides Bernal (PP) compareceu ao julgamento e assegurou que vai depor. “Ele é um impostor, um criminoso. Vão tentar desqualificar meu depoimento, mas eu quero falar, quero ser ouvido”, ressaltou. Ele afirmou que Olarte tem interferido no processo, ao articular com vereadores, informação que deve ser usada durante a sua fala.

“Quero relatar o que é este criminoso, o que ele fez por Campo Grande. Deixou a cidade com esta situação financeira, com dificuldades. Deveria estar preso, porque está interferindo na instrução criminal”, assegurou Bernal.

Antes dos depoimentos Jail desistiu de duas testemunhas de defesa, Mario César Oliveira da Fonseca (PMDB) e Nelson Trad Filho.

A primeira pessoa a prestar depoimento nesta manhã é Paulo Sérgio Telles, que lembrou o escândalo onde o ex-prefeito pegava cheques de eleitores para pagar agiotas.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions