A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Janeiro de 2018

09/09/2013 10:42

PMDB planeja usar vaga ao Senado para reforçar candidatura de Nelsinho

Edivaldo Bitencourt e Leonardo Rocha
Simone ainda não tem aval de direção do PMDB para disputar o Senado (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Simone ainda não tem aval de direção do PMDB para disputar o Senado (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

A direção do PMDB pretende usar a vaga do Senado, na composição da chapa a ser liderada pelo secretário estadual de Articulação com os Municípios, Nelson Trad Filho (PMDB), para ampliar o leque das alianças em 2014. A medida contraria defesa feita pelo governador André Puccinelli (PMDB), de que o posto já está reservada para a vice-governadora Simone Tebet (PMDB).

A executiva regional do PMDB quer usar as vagas de senador e vice-governador para atrair outros partidos, como o PSDB. Os tucanos, que foram aliados históricos do partido nos últimos 20 anos, já avisaram que só aceitam indicar o candidato a senador ou governador.

Ao chegar para evento na Governadoria, na manhã de hoje (9), o deputado federal Geraldo Resende (PMDB), revelou que Nelsinho Trad tem autonomia para negociar a vaga ao Senado. Ele tem as vagas de senador, dois suplentes e de vice-governador para ampliar o leque de apoios na disputa com o candidato do PT, Delcídio do Amaral.

O presidente regional do PMDB, deputado estadual Júnio Mochi, disse que a opinião do governador, de que o posto está reservado para Simone, tem peso, mas que prevalecerá a decisão da maioria.

Ele disse que Nelsinho Trad só vai chegar como candidato competitivo se ampliar o número de partidos aliados. “A Simone é um grande nome, mas terá que esperar as negociações”, reforçou Mochi.



Descartar uma candidata de peso como a Simone é no mínimo burrice, considerando que dificilmente tiram o governo do Delcídio.
 
mara de oliveira em 09/09/2013 11:56:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions