A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

11/06/2018 10:05

Poder de polícia precisa ser efetivo contra as fake news, diz governador

Kleber Clajus e Leonardo Rocha
Governador defende atuação enérgica contra as falsas notícias que podem prejudicar campanhas (Foto: Marina Pacheco)Governador defende atuação enérgica contra as falsas notícias que podem prejudicar campanhas (Foto: Marina Pacheco)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) defendeu, nesta segunda-feira (11), que o poder de polícia seja aplicado de forma incisiva contra as chamadas “fake news” ou notícias falsas.

Há preocupação entre os candidatos, conforme Azambuja, para que atos que denigram sua imagem tenham a "punição dos culpados para coibir essa prática durante a campanha". Ele ressaltou ainda que mesmo falsas essas notícias podem interferir no resultado das urnas.

"Isso já é uma preocupação do TSE [Tribunal Superior Eleitoral] e o poder de polícia precisa ser efetivo para punir e diminuir o volume de fake news", completou o governador, depois de assinar lei estadual que permite advogados autenticarem documentos para seus clientes em processos da administração pública.

Desinformação - Na semana passada, o ministro do TSE Sérgio Banhos usou o conceito de fake news para mandar retirar cinco postagens de página no Facebook contra a ex-senadora Marina Silva (Rede). Ele também solicitou dados dos autores da página "Partido Anti-PT".

"Recepção de conteúdos pelos seres humanos é seletiva e a desinformação reverbera mais que a verdade, o uso de 'fake news' é antigo e eficaz mecanismo para elevar o alcance da informação e, como consequência, enfraquecer candidaturas", destacou o ministro em sua decisão. "A intervenção da Justiça Eleitoral, até pela importância das mídias sociais nestas eleições de 2018, deve ser firme, mas cirúrgica".



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions