A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

07/08/2013 19:13

Prefeito da Capital diz que não teme CPI das “Empresas de Fachada”

Zemil Rocha e Helton Verão

O prefeito Alcides Bernal (PP) declarou nesta quarta-feira, durante evento na Semed (Secretaria Municipal de Educação), que não teme que os vereadores criem mais uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) de “Empresas de Fachada”, a propósito de investigar contratações de fornecedores como a Salute Distribuidora de Alimentos e Mega Serv. “Não tenho nada a temer”, afirmou aos jornalistas que cobriam a solenidade.

A discussão sobre a criação da nova comissão surgiu na Câmara em decorrência, principalmente, da contratação da empresa Salute, que tem sede que só fica fechada e cujo sócio-diretor teve de ser convocado por edital para depor na CPI do Calote amanhã. Embora tenha sido criada em abril deste ano com um capital social de apenas R$ 50 mil, a Salute conquistou um contrato emergencial com a prefeitura no valor de R$ 4,3 milhões, para fornecer alimentos aos Centros de Educação Infantil (Ceinfs),

Bernal disse que há muita pressão contra ele, inclusive com acusações que estariam sendo “plantadas” na imprensa. Argumentou que algumas vezes há até confrontos nessas cobranças. Citou como exemplo a recomendação que recebeu do Ministério Público Estadual para rescindir o contrato com a Solurb, que faz a coleta de lixo na cidade, de um lado, e de outro a pressão dos vereadores para pagar valores à mesma empresa.

Indagado se já tinha estaria negociando com uma empresa espanhola para fazer a coleta de lixo em Campo Grande, no lugar da Solurb, Bernal respondeu: "Não estou negociando com ninguém".

Durante a entrevista aos jornalistas na Semed, o prefeito Alcides Bernal anunciou também que vai lançar um pacote de obras meste mês de aniversário de Campo Grande. Questionado sobre as obras que farão parte, Bernal limitou-se a dizer: "Vai ser um monte".

 



Senhores vereadores,virou piada essas histórias de CPI.vão trabalhar pela cidade é para isto que vocês foram eleitos,quanto a tirar o prefeito ou não ´e escolha soberana do povo,pois o prefeito teve maioria e ponto. Se não satisfazer a população daqui a quatro anos vamos trocar, é para isto que existe eleição,se não iria trocar o Nelsinho pelo giroto e tudo bem,como nas ditaduras,agora forçar uma saída ai não,se isto acontecer tenho a mais absoluta certeza que a população de Campo Grande vai para as ruas,porque isto é golpe!
 
clodoaldo lemes de souza em 07/08/2013 20:23:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions