A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

07/08/2013 17:47

Se CPI do Calote chamar, Bernal diz que vai por não ter nada a esconder

Zemil Rocha e Helton Verão
Bernal falando esta tarde durante solenidade na Semed (Foto: Helton Verão)Bernal falando esta tarde durante solenidade na Semed (Foto: Helton Verão)

Receptivo à imprensa nesta tarde de quarta-feira, o prefeito Alcides Bernal (PP) não fugiu das perguntas dos jornalistas e informou até mesmo que se estar disposto a atender convite ou convocação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Calote, criada pela Câmara de Campo Grande para apurar queixas de fornecedores de que não estão recebendo pagamento pelos fornecimentos e serviços prestados.

“Se a CPI me convidar, eu vou numa boa. Não tem problema, não tenho nada a esconder”, afirmou aos repórteres que cobriam solenidade na Semed (Secretaria Municipal de Educação). “Se tiver lógica, vou com certeza para esclarecer o que for necessário”, assegurou.

A proposta de convocar o prefeito Alcides Bernal para esclarecer sobre pagamentos antecipados a alguns fornecedores e falta deles para outros foi sugerida pelo vereador Chiquinho Telles (PSD). “Sou o primeiro a defender a tese de se convocar o prefeito nas próximas reuniões. Até mesmo para consolidar o foco dessa CPI, já que tem muita gente dizendo que ela já nasceu morta”, afirmou Telles.

Para ele, há muitas perguntas sem respostas e Bernal teria essa oportunidade de defesa. Considera que há indícios muito fortes que podem levar à cassação do prefeito. “Tem o caso da Mega Serv, que pelo que tudo indica já vem de um mau cartado lá atrás, em Dourados, e cujo valor de contrato foi aumentado, com superfaturamento. Tem o calote em si com as outras empresas e de outro lado o prefeito segurando dinheiro do Sisem, Hospital São Julião e Maternidade”, apontou.

Chiquinho Telles considera que está na hora de encerrar a CPI do Calote, por já terem sido coletadas provas suficientes, faltando apenas convocar o prefeito Alcides Bernal. Quanto à criação da Comissão Processante, Telles acredita que já existe clima para tal. “Só precisamos de 15 assinaturas”, observou.

A próxima oitiva da CPI do Calote acontece amanhã, quando estará presente o secretário de Planejamento, Finanças e Controle, Vanderlei Ben Hur. Deverá ser questionado se pagou ou não a Solurb os R$ 18 milhões referentes aos últimos três meses.

 



O vereador Chiquinho Telles(PSD) parece um oposicionista bobo alegre , não consigo imaginar como pode um homem deste tipo ser vereador de uma capital, é por estes tipos de gentes que o Brasil esta uma porcaria....
 
zenobio veiga da silva em 07/08/2013 19:13:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions