A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

12/04/2014 11:49

Prefeito volta a negar qualquer relação com homem preso em operação

Francisco Júnior e Luciana Brazil
Enquanto prefeito toca violão, Ronan canta música evangélica em culto da Assembléia. Enquanto prefeito toca violão, Ronan canta música evangélica em culto da Assembléia.

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), foi sucinto ao ser questionado sobre sua relação com Ronan Feitosa, ex-assessor de Bernal, preso ontem (11) em São Paulo (SP), e sobre o fato de ser intimado pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) a prestar esclarecimentos.

Olarte, que nesta manhã vistoriou obras que estão sendo executadas na cidade, afirmou que quando assumiu a prefeitura exonerou o ex-assessor. Ele não quis comentar sobre assunto. “Como político nos relacionamos com muitas pessoas, mas esse assunto já está encerrado”, ressaltou.

Um vídeo postado no site Youtube mostra um culto na igreja Assembleia de Deus Nova Aliança onde o prefeito toca um violão enquanto Ronan canta acompanhado de uma mulher. O vídeo indica que o culto foi realizado em uma igreja de Dois Irmãos do Buriti.

Em nota divulgada ontem, o prefeito garantiu não ter “nenhuma participação nos fatos” que são investigadas pelo Gaeco e que Ronan foi expulso de sua congregação religiosa no final do ano passado. “Esse ex-assessor, por decisão do Ministério Assembleia de Deus Nova Aliança, do qual o prefeito é presidente de honra, em dezembro do ano passado, foi excluído por sua conduta incompatível com os padrões e princípios éticos da instituição”.

Ronan vem sendo citado em vídeos que demonstrariam a armação de um esquema para a cassação do mandato de Bernal, que perdeu o cargo em 12 de março por decisão da Câmara da Capital.

Veja o vídeo: 

 

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions