A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

28/12/2016 10:53

Se fazendo de vítima, Bernal usou passaporte para ilegalidade, diz Trad

Aline dos Santos e Mayara Bueno
Marquinhos disse que Campo Grande está na UTI.  (Foto: Mayara Bueno)Marquinhos disse que Campo Grande está na UTI. (Foto: Mayara Bueno)

Prefeito eleito, Marquinhos Trad (PSD) subiu o tom e fez críticas à gestão e à conduta do atual prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP). Candidato à reeleição no primeiro turno, Bernal apoiou Marquinhos na segunda etapa da eleição e, até então, o clima entre o atual e o próximo prefeito tinha sido mais amistoso.

Ao comentar falta de informações precisas sobre orçamento, déficit e licitações, Marquinhos discorreu sobre a teoria da vitimologia. “Até acredita que uma parte do desempenho do prefeito tenha sido prejudicado por conta da cassação, uma parcela pode ser debitada a esse fator. Mas existe uma teoria da vitimologia. A pessoa adota a postura de vítima, mas até que ponto essa vítima contribuiu para que fosse prejudicado a gestão dele? O Bernal ganhou voto e achou que ganhou passaporte para a ilegalidade”, afirma Trad.

A postura de Bernal com os vereadores também foi criticada. Marquinhos disse que a relação com a Câmara Municipal será harmoniosa e com repeito. Em seguida, relatou que Bernal, quando se reuniu com os vereadores, tirou a caneta do bolso e disse que quem mandava era ele.

A poucos dias de assumir o comando da administração municipal, Marquinhos disse que Campo Grande estaria na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), em alusão a um paciente em estado grave. “As pessoas me questionam sobre como superar a dengue, falta de remédio, de creches, a questão da Omep e Seleta, fui surpreendido com cancelamento de licitação”, diz Marquinhos.

Questionado sobre a possibilidade de inciar a gestão com decreto de emergência, o prefeito eleito reclamou da falta de transparência na transição. “Se a gente tivesse tido transparência e a parceria que esperávamos da equipe de transição, poderia dizer com segurança o que fazer, mas não passaram dados concretos”, afirma.

Ontem, o TCE (Tribunal de Contas do Estado) suspendeu as licitações do kits escolares e uniformes. “Como uma administração, sabendo da importância que é o uniforme escolar, me licita com três dias para terminar o mandato”, questiona Marquinhos.

Puccinelli faz palestra para futuros secretários. (Foto: Divulgação)Puccinelli faz palestra para futuros secretários. (Foto: Divulgação)

Cursinho – Nesta quarta-feira (dia 28), Marquinhos se reúne com o secretariado e ex-prefeitos no Eco Hotel do Lago.

Os futuros integrantes do primeiro escalão terão aula prática com o ex-governador e ex-prefeito André Puccinelli (PMDB); o ex-prefeito Nelsinho Trad (PTB), irmão de Marquinhos; e os ex-prefeitos Levy Dias e Juvêncio da Fonseca. A imprensa não teve acesso ao auditório e as fotos foram divulgadas pela assessoria de imprensa.

“Vão contar experiencias dos primeiros dias de gestão, as dificuldade que enfrentaram, os desafios”, diz o prefeito eleito. Na chegada, Puccinelli não falou com os jornalistas e apenas mostrou uma página com anotações, o seu “power point” para a palestra.

No período da tarde, serão debatidos os temas de combate à dengue e Refis (programa de parcelamento de dívidas). Dos indicados ao primeiro escalão, não compareceram Alexandre Aválos (que será procurador-geral), Marcelo Vilela (Saúde) e Nilde Brun (Cultura e Turismo). Nilde foi representada pela adjunta Laura Miranda.

Prefeitos veteranos darão 'aula' à equipe de Marquinhos
Aula dos veteranos – Juvêncio César da Fonseca e Levy Dias, ex-prefeitos veteranos – ambos com dois mandatos, respectivamente 86-88 e 93-97; e 73-77 ...
Juiz Sérgio Moro nega suspensão de segundo interrogatório de Lula
O juiz federal Sérgio Moro negou nesta sexta-feira, 18, o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para adiar seu interrogatório m...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions