A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

13/03/2017 17:18

Sérgio de Paula deixa Casa Civil para comandar reeleição do governador

Fiel escudeiro de Reinaldo Azambuja, o secretário sempre esteve à frente das articulações do partido

Lucas Junot
Sérgio de Paula foi chefe de gabinete de Azambuja na Assembleia e na Câmara Federal, coordenou campanhas do tucano e agora assume o partido. (Foto: Alcides Neto/Arquivo)Sérgio de Paula foi chefe de gabinete de Azambuja na Assembleia e na Câmara Federal, coordenou campanhas do tucano e agora assume o partido. (Foto: Alcides Neto/Arquivo)

Fiel escudeiro do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) há pelo menos 19 anos, o secretário da Casa Civil, Sérgio de Paula, deixará o cargo para presidir PSDB em Mato Grosso do Sul.

No comando do partido, De Paula terá a missão de viabilizar o projeto da reeleição de Reinaldo Azambuja.

 

Leva como trunfo o protagonismo no trabalho que resultou no crescimento da sigla tucana nas eleições de 2016, quando o partido se tornou a maior força política do Estado.

A pasta que comandava será incorporada à Segov (Secretaria de Governo e Gestão Estratégica), cujo titular é Eduardo Riedel.

De acordo com a assessoria de comunicação do Governo, a mudança será efetivada após a sanção da reforma administrativa, prevista para a próxima quarta-feira (15).

Formado em ciências contábeis, o paulista de Andradina iniciou na vida pública em 1995, como secretário de Fazenda em Dourados. Começou a trabalhar com Reinaldo em 1998, quando o líder tucano ainda exercia seu primeiro mandato como prefeito de Maracaju.

Desde 2000, quando Reinaldo se reelegeu e depois assumiu a presidência da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), nunca mais deixaram de trabalhar juntos. 

Sérgio foi chefe de gabinete de Reinaldo Azambuja, tanto na Assembleia Legislativa, quando este era deputado estadual (2006-2010), como em Brasília, quando o tucano ocupava a função de deputado federal (2011- 2014).

Ele também coordenou a campanha de Reinaldo à prefeitura de Campo Grande (2012) e, depois, para o governo estadual (2014), fazendo a articulação com os municípios do interior.

Na Casa Civil, Sérgio de Paula comandou a pasta que tem como principal função o contato político, junto com os prefeitos, parlamentares, aliados e representantes da sociedade civil, assim como diálogo com o governo federal.

Articulação - Nas eleições do ano passado, o PSDB  tornou-se uma das maiores estruturas partidárias no Estado. Na época com 16 prefeitos, os tucanos venceram em 36 cidades, além de passarem de 101 para 165 vereadores.

Sérgio de Paula, secretário da Casa Civil e tesoureiro estadual da legenda, comandou a articulação, deixando para trás, de uma vez por todas, a “fama” de coadjuvante do PSDB, processo iniciado com a vitória de Reinaldo Azambuja para o governo do Estado, em 2014.

Na Assembleia Legislativa, onde chegou com quatro representantes, resultado da eleição de 2014, o PSDB saltou para sete, constituiu a maior bancada, deve atrair seu oitavo deputado e hoje detém a presidência da comissão mais importante da casa, a CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação).

Para a Câmara Federal elegeu Márcio Monteiro, que licenciou-se para assumir a Secretaria Estadual de Fazenda. Assumiu o lugar o suplente Elizeu Dionizio, que se filiou ao partido.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions