ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 31º

Política

Tita avalia que polêmica com prefeito só ocorre por causa de campanha

Wendell Reis | 28/02/2012 13:34

Deputado diz que não tem nada contra prefeito de Paranaíba e diz que ajudou a elegê-lo

Montagem mostra marcas de tiro na casa do prefeito de Paranaíba(Foto: Divulgação)
Montagem mostra marcas de tiro na casa do prefeito de Paranaíba(Foto: Divulgação)

O deputado estadual Diogo Tita (PPS) declarou na manhã desta terça-feira (28), durante sessão na Assembleia Legislativa, que a polêmica envolvendo o seu nome e do prefeito de Paranaíba, José Garcia de Freitas, o Zé Braquiara (PDT), só estão ocorrendo por causa da campanha em outubro de 2012, quando ele deve concorrer à prefeitura do Município.

“Não acredito que este fato estaria acontecendo se eu não fosse pré-candidato à prefeitura”, avaliou. Diogo Tita ressalta que sua candidatura à prefeitura é apoiada pelo governador André Puccinelli (PMDB). Segundo ele, o Puccinelli entende que sua presença à frente da prefeitura de Paranaíba é mais produtiva do que ocupando uma vaga na Assembleia Legislativa.

O deputado garante que não tem nada contra o prefeito de Paranaíba e lembra que ele só está lá porque ele o colocou. Entretanto, avalia que devido ao estágio de agressividade do caso, solicitou investigação da Polícia e interpelação judicial. “Quem tem que cuidar de gesto criminoso é a polícia”.

O Caso - No dia 18 de fevereiro a casa do prefeito de Paranaíba foi atingida por vários disparos de arma de fogo. Por sorte, a família não estava na residência e ninguém foi atingido. Os buracos de bala na porta só foram vistos na manhã do domingo (19).

Procurado pelo Campo Grande News para verificar se estava tomando providências para resolver o problema, Braquiara disse que sua providência era de Deus e avaliou o ato como covardia. “O cara que faz isso é covarde. Não é homem. É coisa de politiquinho safado que tem em Paranaíba”, declarou o prefeito, que tem como principal adversário no município o deputado Diogo Tita.

Tita, por sua vez, disse que não acreditava em atentado e comparou a história com a do ex-prefeito de Dourados, Ari Artuzi, que teria simulado um atentado. “Não tem sentido. Está querendo usar gesto de bandido para se tornar vítima e subir em pesquisa. Crime impossível. Matar um morto. Sou contra a violência. A quem interessa dar um tiro em um prefeito que não está na casa dele?”, questionou.

Nos siga no Google Notícias