A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

30/09/2009 13:48

Aumenta concentração de terras em Mato Grosso do Sul

Redação

A concentração de terras e a desigualdade aumentaram em Mato Grosso do Sul, conforme o Censo Agropecuário divulgado nesta quarta-feira.

Para medir a concentração de terras, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) utiliza o índice Gini - que mede a área ocupada por fazendas de mais de 1.000 hectares. Quanto mais próximo de 1, maior é a concentração.

De 1995 a 2006, o índice avançou de 0,822 para 0,856 no Estado. O índice é alto, já que nenhuma Unidade da Federação atinge ou ultrapassa a marca de 0,9. O maior índice de Gini apurado foi em Alagoas (0,871) e o menor em Roraima (0,664).

O Gini brasileiro foi de 0,872 para a estrutura agrária - superior aos índices apurados nos anos de 1985 (0,857) e 1995 (0,856).

A evolução do índice, no entanto, foi muito diferente entre as Unidades da Federação. Em São Paulo, passou de 0,758 no Censo anterior para 0,804; enquanto no Maranhão, recuou de 0,903 para 0,864.

Enquanto as terras de menos de 10 hectares ocupam menos de 2,7% da área rural total do país, as fazendas com mais de 1.000 hectares concentram mais de 43% da área total.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions