A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Outubro de 2017

29/10/2012 19:03

Consultor pede em evento que governantes de MS tratem trânsito como prioridade

Objetivo do seminário é discutir assuntos e com eles se criar novas ideias para o trânsito

Helton Verão
J. Pedro Corrêa é conhecido nacionalmente por tratar de problemas relacionados ao trânsito (Foto: Pedro Peralta)J. Pedro Corrêa é conhecido nacionalmente por tratar de problemas relacionados ao trânsito (Foto: Pedro Peralta)

Com objetivo de contribuir com a diminuição dos problemas relacionados ao trânsito, a Fenabrave/MS (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores de Mato Grosso do Sul), realizou nesta segunda-feira (29) o I Seminário de Segurança no Trânsito – Sinal de Vida.

O evento foi realizado no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, na Capital e reuniu 103 das 117 concessionárias de motocicletas, automóveis, caminhões, ônibus e máquinas agrícolas do estado, junto com o Detran-MS, Agetran (Agência Municipal de Transportes e Trânsito), Ciptran (Companhia Independente de Trânsito), Cetran (Conselho Estadual de Trânsito) e o GGIT (Gabinete de Gestão Integrada de Trânsito da Capital).

As atrações principais do seminário foram as palestras J. Pedro Corrêa e e do deputado federal Hugo Leal, autor da "Lei Seca".

Corrêa é especialista em programas de segurança no trânsito, além de fundador do Instituto Nacional de Segurança no Trânsito-SP e autor do livro “20 anos de lições de trânsito no Brasil – Desafios e Conquistas do Trânsito Brasileiro de 1987 a 2007”.

“Mato Grosso do Sul deve ter o trânsito como prioridade, primeiramente pelos governantes, depois pelos condutores. Segundo os números do Ministério da Saúde, o Estado está com o número acima da média nacional de mortes no trânsito, enquanto no País a média é de 21 mortes a cada 100 mil pessoas, em MS o número é de 32”, apresenta J. Pedro Corrêa.

Segundo o especialista, a expectativa é de que até 2020 se reduza pela metade as mortes no trânsito. O deputado federal Hugo Leal, autor da "Lei Seca" também participou do evento através de vídeo conferência.

O diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Rudel Trindade também participou do seminário, e exaltou o momento do trânsito na Capital.

“Os campo-grandenses começaram a respeitar o trânsito, se trata de uma melhoria técnica. A ajuda através da divulgação nas mídias é essencial nesta nova fase da Capital”, ressalta Trindade.

Ainda segundo o diretor-presidente, o interesse das empresas e federações colabora muito para essa melhoria, é o caso da Fenabrave/MS (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).

 

Masena fica satisfeito com os objetivos alcançados com seminário Masena fica satisfeito com os objetivos alcançados com seminário

O presidente da Fenabrave/MS, Roberto Masena crê que muitos objetivos foram alcançados com esta primeira edição do evento, que contou com a participação de representantes de 14 municípios do interior do Estado. “Somos pioneiros com um seminário como este, reunindo representantes dos órgãos governamentais de trânsito e saúde do Estado”, comenta presidente.

Masena contabiliza cerca de 7,5 mil pessoas ligadas a federação que terão acesso aos assuntos discutidos no seminário. “São discussões para criar ideias em cima delas” finalizou.

O evento foi concluído, já na expectativa de novas edições, neste mesmo formato, sendo realizado anualmente.

Motorista bêbado causa acidente, tenta fugir, mas vai preso após perseguição
Embriagado, Wellington Márcio da Silva, 34 anos, foi preso após causar acidente envolvendo o carro que conduzia e uma motocicleta. O caso aconteceu p...
Multas de trânsito poderão ser pagas em parcelas e com cartão de crédito
O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou nesta quarta-feira (18) resolução que altera a forma de pagamento das multas de trânsito e demais ...



Temos que tratar o trânsito com mais seriedade por parte das autoridades administrativas que liberam as vias para estacionamentos como a Av afonso pena que hoje já não comporta mais isso vejam os srs que a praça Ari Coelho se tornou ponto de estacionamento em cima da calçada por parte dos moto taxis quem paguem o curativo de uma pessoa que se queime com escapamento,Campo grande News tem que fazer uma reportagem, e aumento do efetivo de fiscalização, e também os veículos que não passam mais por vistoria para transitar e todo irregular porem no documento esta em dia, falar de trânsito é facil o dificil é mudança de habitos errados pelos motoristas. O seminario já é um começo, corredor de onibus urgente
 
luiz carlos messias em 29/10/2012 19:28:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions