A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Outubro de 2019

21/01/2016 16:49

2016, o ano da mulher advogada

Por Tâmara Sanches (*)

A crescente representatividade das mulheres na sociedade como um todo e na advocacia, representada por 370 mil mulheres advogadas e 22 mil estagiárias, em todo país, fez com que o Conselho Federal da OAB aprovasse, em 2015, o Plano Nacional da Mulher Advogada (Resolução 164), que defende a garantia de direitos peculiares às mulheres em todos os setores aliados à OAB, marcando história na democracia e luta pela igualdade não somente das classistas, mas de todas as mulheres. Ganhamos um soldado leal!

Em simetria com a mencionada Resolução 164/2015, o Conselho Federal da OAB editou, no último dia 14, a Resolução 01/2016, instituindo o ano de 2016 como o “Ano da Mulher Advogada”, preconizando que promoverá, com o apoio da Comissão Nacional da Mulher Advogada, eventos e ações de caráter nacional com intuito de promover o respeito, a defesa e o fortalecimento dos direitos e prerrogativas da mulher advogada, com realce para sua condição de mulher.

Estimulará, ainda, os Conselhos Seccionais a adotar medidas idênticas, também com o apoio das comissões congêneres.
Referidas resoluções representam o reconhecimento das atribuições peculiares das mulheres advogadas que, por vezes, são – a um só tempo – mães, filhas, esposas, professoras etc. E desenvolver tais atividades com equilíbrio, coerência e, claro, uma pitada de charme, não é e nunca será matéria fácil.

Segundo o presidente nacional da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, a entidade envidará esforços para a implementação e cumprimento do Plano Nacional da Mulher Advogada, garantindo a efetiva participação das profissionais na Ordem e a proteção de suas prerrogativas.

Marcus Vinicius lembrou que a luta pela igualdade marcou a atual gestão da OAB Nacional. Afirmou que grandes homens são os que percebem a altivez do momento histórico. A Inclusão das mulheres advogadas no sistema OAB é fruto de muito trabalho. Lançamos esta importante medida, que fortalecerá a atuação das mulheres advogadas, que em poucos anos serão mais numerosas que os homens em nossa entidade.

Atento à diretriz do Conselho Federal, o Presidente da OAB/MS, Mansour Elias Karmouche, asseverou que a inclusão das mulheres advogadas no sistema OAB vai fortalecer a atuação destas profissionais em nosso Estado e também estimular a participação feminina nas eleições.

A Conselheira Eliane Potrich acredita que este seja o início de uma série de mudanças, de progressos para a evolução do papel das advogadas no Mato Grosso do Sul. De sua vez, a Conselheira Eclair Nantes esclarece que o projeto da OAB/MS é de valorização da mulher advogada, do seu campo de trabalho e nas decisões junto à administração.

Como Presidente da Comissão da Mulher Advogada, recém empossada, ficarei atenta às diretrizes do Conselho Federal, da Comissão Nacional da Mulher Advogada e da OAB/MS e não medirei esforços para implementar políticas em favor da mulher advogada, colocando em prática, com pulsos firmes, a defesa de nossas prerrogativas!

(*) Tâmara Sanches é advogada, presidente da Comissão da Mulher Advogada, OAB/MS.

Antônio Baiano – Um Gigante
Roseli Marla, minha cunhada querida, neste momento de profunda tristeza que todos estamos vivendo com a morte prematura do nosso querido Antônio Baia...
Projeto de lei pretende punir quem ocultar bens no divórcio
Quem milita na área do Direito de Família está, infelizmente, mais do que acostumado a se deparar com inúmeros expedientes para fraudar o direito à m...
Internet, Vínculos e Felicidade
A cada dia estamos passando mais tempo em celulares e computadores. Tanto que muitas vezes, quando maratonamos seriados, até a televisão pergunta: "t...
Origem espiritual da Profecia
Em minha obra Os mortos não morrem, transcrevo estudos abalizados e relatos interessantíssimos sobre a realidade da vida após o fenômeno chamado mort...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions