A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 30 de Março de 2017

10/02/2016 09:33

Cooperativismo se faz com diálogo e participação

Por Celso Ramos Régis (*)

O principal propósito do cooperativismo é a construção coletiva. A participação de todos os envolvidos é impulsionada pelo diálogo em diversas esferas. Segundo os dicionários da Língua Portuguesa, a palavra diálogo significa a conversação entre duas ou mais pessoas ou a composição em que as vozes ou instrumentos se alteram ou respondem.

O diálogo, desse modo, compõe. Juntando pessoas, por meio do diálogo, se forma um todo. Esse é o objetivo do Sicredi ao promover, anualmente, as assembleias que, neste ano, têm como tema, justamente, o “Diálogo”.

Muito além de prestar contas aos mais 3 milhões de associados, de 11 Estados brasileiros, as assembleias têm como objetivo estimular o diálogo e ouvir as necessidades desses mesmos associados. Elas são a oportunidade para captar as experiências de quem vivencia o dia a dia e de angariar contribuições de melhorias para os planejamentos futuros.

A assembleia é o principal momento de diálogo na qual os associados conversam abertamente sobre os rumos da sua cooperativa. É também o momento de todos serem ouvidos. É a ocasião onde os associados demonstram a afinidade com os valores do cooperativismo.

Na assembleia, fica claro a equidade como garantia de igualdade entre os associados, de que todos têm os mesmos direitos e deveres na cooperativa. Nenhum associado pode ser privilegiado ou discriminado na sua participação, nas decisões e nos benefícios do negócio cooperativo. As regras valem para todos e beneficiam a todos, de igual forma.

Neste modelo, os associados têm os mesmos direitos e deveres de participação nas decisões. De forma igualitária, cada associado representa um voto. Vale lembrar que, no Sicredi, o associado é dono do empreendimento e participa da gestão da cooperativa. O associado escolhe os coordenadores de núcleo e os conselheiros da Cooperativa, que são seus representantes na tomada de decisões.

Portanto, você que é associado, participe das assembleias. Dialogando, compartilhe as suas sugestões e ideias, tome nota dos resultados de desempenho e contribua para o desenvolvimento da Cooperativa e de sua comunidade.

(*) Celso Ramos Régis é presidente da cooperativa Sicredi União MS.

A carne que sofre
A “Operação Carne Fraca”, deflagrada pela Polícia Federal no último dia 17 de março, já começa a surtir seus efeitos nefastos no elo mais fraco da ca...
O poder da comunicação
No artigo anterior vimos sobre a operação da Polícia Federal, “CARNE FRACA”, e as questões éticas que resvalam na população. Em complemento àquele ar...
Dentro de casa só a verdade
Como viver em família mascarando a verdade? Não sei como é em sua casa, mas assumir a verdade em seu lar é a melhor escolha. Podem existir situações ...
Carne Fraca: operação eficaz ou midiática?
O dia 17 de março de 2017 marcou três anos da prisão de Alberto Youseef, estopim da operação Lava Jato. Em 17 de abril de 2014, o Brasil começava a m...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions