ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUINTA  26    CAMPO GRANDE 21º

Artigos

Idosos precisam de cuidados especiais no inverno

Por Por Alessandro Falchembak* | 07/07/2019 10:43

A queda brusca de temperatura no inverno em algumas regiões do país possibilita o surgimento de doenças típicas dessa estação. Alguns grupos de pessoas costumam sofrer mais com o frio, como no caso dos idosos, e precisam de cuidados especiais e mudanças na estrutura do lar para passarem pelo período sem contratempos.

No frio a musculatura costuma se contrair, o que ocasiona dores no corpo. Quem sofre de problemas nas articulações e na circulação do sangue, males típicos em idosos, sente os efeitos do frio com mais intensidade. A terceira idade também costuma sentir mais frio porque possui menos gordura no corpo e têm a pele mais fina.

A Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) orienta para os riscos da hipotermia – queda da temperatura do corpo, nesta época. Ela pode resultar em longo prazo, em graves problemas de saúde como um ataque cardíaco, em uma lesão hepática ou morte.

A boa alimentação também deve estar presente no inverno. Os idosos costumam comer muitos carboidratos como pães e massas, o que pode desiquilibrar a ingestão de nutrientes e levar à baixa imunidade. Opte por proteínas mais saudáveis como peixes, frutas e verduras e muito líquido para hidratar. Muitos idosos possuem também têm queda de vitamina B12, importante para a memória, encontrada em ovos, derivados de leite e bife de fígado. Ofereça ainda caldos e sopas nutritivos que alimentam e aquecem o idoso nos dias frios.

Se o idoso não tiver restrição médica ele deve se exercitar no frio normalmente, de preferência em ambientes fechados. Ficar parado é prejudicial e pode levar à atrofia do sistema muscular, a complicações digestivas e à perda de vitalidade, além de contribuir com a obesidade, o envelhecimento do corpo e o agravamento de doenças.

Para quem já sofre de problemas articulares como artrite e artrose, é melhor investir em atividades com menor impacto como hidroginástica - a água aquecida ainda estimula a circulação do sangue e relaxa. O pilates também é um ótimo aliado para prevenir doenças da terceira idade e dar mais autonomia ao idoso.

O idoso deve sempre proteger o pescoço, a lombar e os pés, que são as áreas do corpo mais receptivas ao frio. Agindo assim você também ajudará a evitar que o idoso contraia friagens, gripes e resfriados com facilidade. Ambientes aquecidos também são benéficos para a saúde deles. Utilize um ar-condicionado com ciclo reverso, ou seja, com função quente, sempre que necessário para aquecer o ambiente do idoso.

O banho quente possui inúmeros benefícios como aliviar as dores musculares. Jatos de água quente na área dolorida ajudam a recuperá-la. Outro benefício é a sensação de relaxamento causada pela dilatação dos vasos sanguíneos que, por sua vez, faz fluir melhor o sangue e o oxigênio. Relaxar ajuda o idoso que sofre com doenças como depressão e melhora a qualidade do sono. O banho quente também ajuda a diminuir sintomas de gripes e resfriados.

Seguindo essas dicas e tendo acompanhamento médico com qualquer alteração respiratória, dor no corpo ou sintomas de gripe, com certeza o inverno pode ser só mais uma estação para os idosos.

*Alessandro Falchembak é médico geriatra

Nos siga no Google Notícias