ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  08    CAMPO GRANDE 19º

Cidades

"Chefão" do PCC voltará ao Brasil e outros dois responderão no Paraguai

A diferença nas medidas em relação aos presos é porque a Giovanni não é imputado nenhum crime em solo paraguaio

Por Lucia Morel | 10/01/2021 12:26



Um dos chefes do PCC (Primeiro Comando da Capital) no Paraguai, Giovanni Barbosa da Silva, o “Bonitão”, preso no último sábado e alvo de tentativa fracassada de resgate por membros da facção nesta madrugada retornará ao Brasil para responder por seus crimes.

Outros dois integrantes presos, que participaram do ataque à sede da Investigação de Delitos em Pedro Juan Caballero, onde “Bonitão” estava preso, serão encaminhados à capital do Paraguai, Assunção, onde ficarão à disposição da Justiça no Grupamento Especializado da Policia Nacional do Paraguai.

A diferença nas medidas em relação aos presos é porque a Giovanni não é imputado nenhum crime em solo paraguaio, já a Paulo Augusto Jaime Landolfi e Lucas de Aguiar Freire, sim. O primeiro era procurado por homicídio e o segundo, fez parte do ataque na madrugada.

Conforme o portal ABC Color, Giovanni será levado a Ciudad del Este, de onde será transportado ao Brasil.

A prisão de "Bonitão" é desfecho, conforme a Polícia Nacional, de investigações iniciadas em novembro, após morte de quatro jovens ligados a Fahd Jamil e compartilhada com a Polícia Federal e a Abin (Agência Brasileira de Inteligência), no Brasil.


Nos siga no Google Notícias