ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEGUNDA  17    CAMPO GRANDE 30º

Cidades

Mais de 1,5 mil casos de covid em um dia levam Defesa Civil a emitir alerta

Mato Grosso do Sul confirmou mais de 1,5 mil infectados e nove mortes em 24 horas

Por Guilherme Correia | 11/12/2020 11:35
Casal na fila de mercado em Campo Grande; foto foi tirada em março, quando a pandemia fazia os primeiros casos no Estado (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Casal na fila de mercado em Campo Grande; foto foi tirada em março, quando a pandemia fazia os primeiros casos no Estado (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

Boletim epidemiológico da covid-19 traz 1.550 novos infectados e nove mortos pelo novo coronavírus em Mato Grosso do Sul nas últimas 24 horas. Com isso, o Estado acumula 1.897 óbitos e 111.335 casos acumulados desde o início da pandemia. Até o registro mais recente, divulgado na manhã de hoje (11) em transmissão da SES (Secretaria Estadual de Saúde), há 638 pacientes internados com a doença.

Diante desse quadro de elevação nos números da doença, a Defesa Civil está alertando as pessoas, via mensagem, para que fiquem em casa e que denunciem descumprimentos de medidas restritivas, pelos números 153 ou 3314-9955 . A partir de segunda-feira (14), está valendo para todo o estado toque de recolher entre as 22h e as 5h.

No novo boletim divulgado hoje, a vítima mais nova entre os 9 mortos tinha 39 anos, e morava em Coxim. A mais velha, tinha 89 anos e faleceu em Campo Grande.

A Capital registrou quarto mortes, enquanto Glória de Dourados, Naviraí, Rio Verde de Mato Grosso e Três Lagoas tiveram um falecimento cada.

Os pacientes internados, no geral, se encontram em leitos clínicos e de terapia intensiva - para casos mais graves - em unidades particulares e públicas de Mato Grosso do Sul. A taxa mais preocupante é a de ocupação de UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) na macrorregião de saúde da Capital, que está ajustada em 104%.

Há pacientes na 'ala vermelha' do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul. temos 12 pacientes aguardando leitos clínicos ou de UTI para poderem acessar esses leitos, e outros hospitais estão na mesma situação. Hoje são mais de 1,5 mil casos novos, e há pacientes ocupandos outras alas nos hospitais. Inclusive enfermarias, usando outros ambientes do hospital", frisou o titular da pasta, Geraldo Resende.

Conforme noticiado ontem, quando a quantidade de "demanda" hospitalar estava em 106%, esse excedente está relacionado com estruturas que não foram oficializadas pelo Ministério da Saúde, mas que têm sido mantidas pelas secretarias municipais e estadual de Saúde.

Boletim atualizado - Contabilizando os registros diários da última semana, Mato Grosso do Sul tem média de 1.128 casos/dia e 11,3 mortes/dia. Segundo o secretário estadual Geraldo Resende, a tendência é que a situação piore nas próximas semanas.

Nesse momento, o Estado possui mais de 14 mil pacientes que estão com o vírus ativo - ou seja, que ainda não se recuperaram da doença. Esse número é o maior desde março, quando os primeiros registros da covid-19 foram feitos.

A taxa de contágio - que mede quantos casos devem ser confirmados no seguinte, e que já chegou a 0,9 - está atualmente em 1,14, o que indica crescimento da "curva" da pandemia nos próximos dias.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário