ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 31º

Cidades

“Agi na base do reflexo e ação durou de 5 a 10 segundos”, diz sargento

Por Edivaldo Bitencourt e Graziela Rezende | 11/09/2013 17:05
Sargento agiu para salvar funcionário de lotérica e frustrou roubo (Foto: Cleber Gellio)
Sargento agiu para salvar funcionário de lotérica e frustrou roubo (Foto: Cleber Gellio)

O sargento Evanildo Gomes, da Polícia Militar, que reagiu ao assalto e matou os dois assaltantes na Lotérica Parati, contou que a ação foi muita rápida. “Agi na base do reflexo. A ação durou de cinco a 10 segundos”, contou o policial, que permaneceu no local do crime.

Ele contou que estava armado com um revólver 38, do qual possui porte. “Sou policial 24 horas por dia”, contou Gomes, que reside próximo da lotérica e estava no local para pagar contas.

Os assaltantes William Mercado Nunes, 24 anos, e Helton Esquiver da Cunha, 19 anos, chegaram em uma motocicleta Honda CG Titan Verde. Eles estavam armados com uma pistola 9 milímetros e um revólver 38.

De acordo como delegado Fábio Peró, da Derf (Delegacia de Roubos e Furtos), o sargento escondeu o revólver no capacete e esperou o momento certo de reagir. Ele contou que mirou, primeiro, no assaltante que ficou cuidando dos clientes na fila. Depois, após o outro disparar um tiro, ele efetuou novo disparo e derrubou o segundo ladrão.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário