A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

14/01/2008 07:13

Baixa vacinação de índios homens preocupa a Funasa

Redação

Dentre os índios do sexo masculino, 48% estão desprotegidos contra a febre amarela, segundo o coordenador regional da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), Flávio Brito. Este alto índice é atribuído ao fato de que os homens muitas vezes trabalham em usinas e não são encontrados pelas equipes multidisciplinares para serem imunizados. "Se for o caso nós iremos às usinas", diz.

Entre mulheres em idade fértil e crianças de 0 a 5 anos, o índice de imunização chega a 80%. Segundo Brito, há estoque suficiente à disposição nos 13 pólos do Estado, que contam com 71 postos da Funasa. A Fundação tem o controle nominal em seu sistema, que aponta quais os índios que não estão imunizados. A população indígena é de 74 mil pessoas em todo o Mato Grosso do Sul.

A febre amarela é transmitida pelo mesmo mosquito que transmite a dengue. O hospedeiro natural da doença é o macaco. Por essas características é considerada uma doença silvestre e por isso a preocupação com os índios que vivem em aldeias, em áreas de mata.

Este ano um paulista, que esteve em Bonito, foi contaminada. O caso é atribuído à Mato Grosso do Sul, por isso as ações de controle naquele município foram intensificadas.

Prevenção

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions