A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

25/03/2013 19:50

“Não é a primeira vez que presidiário ordena assalto”, diz Polícia

Viviane Oliveira
Camionete da família, após acidente com bandidos. (Foto: João Garrigó)Camionete da família, após acidente com bandidos. (Foto: João Garrigó)
Delegada mostra as duas armas utilizadas no crime. (Foto: Vanderlei Aparecido)Delegada mostra as duas armas utilizadas no crime. (Foto: Vanderlei Aparecido)

A delegada titular da Defurv (Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos), Maria de Lurdes Cano, já identificou o detento que ordenou, de dentro do Presídio de Segurança Máxima, a execução do assalto a uma família no Portal Caiobá, em Campo Grande. De acordo com ela, esta não foi a primeira vez que o preso cometeu este tipo de crime de dentro da cela. 

Por enquanto, o nome dele não será divulgado para não atrapalhar as investigações.

Os dois bandidos, que executaram o crime, entraram na residência por volta das 23h deste domingo, quando o casal e os três filhos se preparavam para dormir e fugiram levando a caminhonete S-10. Na fuga Gilmar de Souza Coleta Júnior, de 21 anos, foi baleado e permanece internado na Santa Casa. O outro, Ederval Martins do Amaral Júnior, de 20 anos, foi preso em flagrante e está detido na Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos).

O adolescente de 16 anos, filho de um policial militar, também é suspeito de participação. Ele acusado de ter recebido as ligações do presídio, que indicava o local onde os dois maiores deveriam fazer o assalto. O garoto é apontado como a pessoa que recebeu e repassou o recado. Ele prestou depoimento na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga, e foi liberado. A delegada da Defurv vai interrogar todos os envolvidos, inclusive o menor, no decorrer da semana.

Conforme a delegada a caminhonete seria levada para a fronteira. Agora as investigações serão para identificar se além dos três e o detento, tem mais gente envolvida no crime. Um celular, duas armas, um revólver calibre 38 e uma espingarda calibre 12, foram apreendidos.

 

Na fuga, bandido colidiu o veículo no muro de escritório no bairro Portal Caiobá. (Foto: João Garrigó)Na fuga, bandido colidiu o veículo no muro de escritório no bairro Portal Caiobá. (Foto: João Garrigó)

O crime - Os bandidos entraram na residência por volta das 23 horas, quando o casal e os três filhos se preparavam para dormir e fugiram levando a caminhonete S-10.

Os dois cachorros vira-latas da casa perceberam quando os ladrões pularam o muro e entraram no quintal da casa. Ao ouvir os cachorros, o filho mais velho do casal, de 15 anos, foi abrir a porta e deu de cara com os bandidos. Ele trancou a maçaneta, mas a dupla quebrou o vidro lateral e conseguiu abri-la.

Os bandidos já entraram na casa com as armas em punho e mandaram o homem, a mulher de 50 anos e o filho de 15 anos deitarem no quarto do casal. Em seguida, foram até o outro cômodo, onde estavam os meninos de 12 e 10 anos, e levaram até os pais.

Depois de revirar toda a casa, a dupla foi embora levando a S-10 e o comerciante conseguiu chamar a Polícia, que durante rondas pelo bairro acabaram localizando a caminhonete. Eles ordenaram que o motorista estacionasse o veículo, mas o bandido, que estava na direção, não obedeceu e ainda tentou atropelar o policial.

A Rotac (Rondas Ostensivas Táticas), da Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) foi acionada para ajudar na perseguição e acabaram localizando os suspeitos. O homem que estava na direção da caminhonete, perdeu o controle e colidiu o veículo no muro de um escritório da Banda Lilás, na esquina das ruas Cachoeira do Campo e Lagoa Nova.

Houve troca de tiros entre os bandidos e a Polícia. Gilmar, que foi atingido por dois tiros, um no obro e outro na cabeça, permanece internado no Pronto Socorro da Santa Casa.

Preso ordena assalto que aterrorizou família e terminou com baleado
Uma família passou momentos de pânico e terror na noite de ontem (24) durante assalto, que teve mandante como um detento do presídio de Segurança Máx...
Homem foge de briga, se envolve em acidente e acaba agredido por moradores
Flávio Guimarães Fernandes, 39 anos, foi confundido com ladrão e agredido por moradores após se envolver em acidente. O caso aconteceu na madrugada d...


Mais uma vez parabéns a Policia pelo desempenho e rapidez no resultados das investigaçoes.
 
sales filho em 26/03/2013 08:15:10
E e o bloqueador de celulares?
 
adalberto dutra alves em 25/03/2013 22:45:32
A vítima pode processar o estado pelos danos materiais e morais, ja que o responsável pelo ocorrido esta sobre a tutela do estado que foi omisso ao deixar que mesmo de dentro do presídio continuasse praticando crimes.
 
Alexandre de Souza em 25/03/2013 20:01:03
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions