A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

14/08/2015 09:01

Acusado de vingar roubo de celular da esposa diz que não quis matar garoto

Luana Rodrigues
Leandro Morande da Silva responde por tentativa e homicídio qualificado por motivo torpe (Foto: Fernando Antunes)Leandro Morande da Silva responde por tentativa e homicídio qualificado por motivo torpe (Foto: Fernando Antunes)

O acusado de ter matado Alexandre Francisco Torres, 17 anos, e atirado em Giovane de Jesus Correia, 22 anos, em abril de 2010, está sendo julgado desde às 8h de hoje(14), na 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande. Leandro Morande da Silva responde por homicídio qualificado por motivo torpe, com recurso que dificultou a defesa da vítima, e tentativa de homicídio qualificado. Ele teria matado, segundo o MPE (Ministério Público Estadual), para vingar o roubo de um telefone celular.

Segundo a denúncia, no dia 17 de abril de 2010, por volta das 8h30, na rua Rio da Prata, no Jardim Tijuca, Leandro atirou contra Alexandre e Geovane, causando a morte do primeiro, e ferindo o segundo, que recebeu o devido socorro médico.

Ainda conforme a denúncia, Leandro se vingou das vítimas em razão de desavenças anteriores, bem como pelo fato de Alexandre ter furtado um aparelho celular da esposa do acusado.

Em depoimento na manhã de hoje, Leandro nega que os motivos tenham sido esses e afirma que atirou nas vítimas porque no dia do crime eles haviam discutido. "Nós discutimos e eles me ameaçaram, disseram que iriam voltar. Eu peguei a arma e fui atrás", disse o acusado.

Leandro explicou ao júri que estava nervoso, porque estava preparando a casa para um almoço para o aniversário do filho de 3 anos, quando discutiu com as vítimas. "Não atirei para matar, mas na hora a gente não pensa, eu perdi a cabeça e infelizmente fiz isso", lamentou.

O Ministério Público considerou que o acusado usou de recurso que dificultou a defesa das vítimas, pois se aproximou delas e repentinamente atirou, sem qualquer possibilidade de defesa.

O crime - Alexandre Francisco Torres, 17 anos, estava acompanhado do amigo, Giovane de Jesus Correia, 22 anos e o pai de Giovane, Roque Correia, no quintal de uma casa localizada na rua Maurício de Nassau. Leandro chegou em uma motocicleta cinza se aproximou, tirou o capacete e disparou, mirando nos dois jovens. Giovane foi atingido por dois disparos e foi levado em estado grave para a Santa Casa. Alexandre foi atingido por três disparos e morreu no local.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions