ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  02    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Após greve de fome, presos da Gameleira ganham colchões e uniformes

A entrega foi confirmada ao juiz corregedor Fernando Cury, durante reunião que ocorreu hoje

Por Adriano Fernandes | 23/02/2021 20:54
Corredores do presídio da Gameleira, em Campo Grande. (Foto: Saul Schramm)
Corredores do presídio da Gameleira, em Campo Grande. (Foto: Saul Schramm)

A Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) entregou 50 novos colchões para os presos que cumprem pena na Penitenciária de Regime Fechado da Gameleira, em Campo Grande. A falta do item em algumas das celas foi um dos motivos que levaram os detentos a fazerem greve de fome, na semana passada na unidade prisional.

A entrega foi confirmada ao juiz corregedor Fernando Cury, durante reunião da diretoria da Agência Estadual e do presídio, nesta terça-feira (23). Até sexta-feira (26) também serão entregues mais uniformes para uso dos detentos. Durante o encontro magistrado também foi informado, que não há registro de comida estragada em larga escala entre as refeições que são entregues aos presos. Esta era outra queixa dos detentos que em protesto, ficaram cerca de 6 dias sem comer.

Segundo a direção do presídio, as marmitas são fornecidas em quantidade superior justamente para permitir aos agentes uma eventual troca, quando necessário, caso alguma refeição tenha se tornado imprópria para o consumo. Contudo, o magistrado avaliou que a situação pela Gameleira está sob controle e disse que vai continuar em busca de outras melhorias para a unidade penal.

PCC - Conforme a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) a greve de fome foi incitada por lideranças do PCC (Primeiro Comando da Capital) na unidade. "Desde o sábado [dia 13], um grupo formado por lideranças negativas passou a recusar as refeições oferecidas, exigindo que sejam autorizadas algumas regalias na penitenciária, entre elas televisores nas celas", diz a nota. Após seis dias, a greve de fome feita pelo grupo de presos na Penitenciária de Regime Fechado da Gameleira terminou - foi encerrada na sexta-feira (19).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário