ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
DEZEMBRO, QUARTA  06    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Após perderem barracos devido à chuva, famílias se abrigam com ajuda de amigos

Alertas de temporais ajudaram famílias a se prepararem para enfrentar madrugada chuvosa

Ana Oshiro e Mariely Barros | 28/09/2022 10:09
Moradores de favela amanheceram aliviados porque chuva não foi acompanhada de ventos (Foto: Henrique Kawaminami)
Moradores de favela amanheceram aliviados porque chuva não foi acompanhada de ventos (Foto: Henrique Kawaminami)

Durante a madrugada desta quarta-feira (28) Campo Grande registrou acumulado e chuva de quase 56 milímetros, apesar de chover durante toda madrugada e começo da manhã, moradores da Favela do Mandela, localizada na Rua Elmira Ferreira de Lima, na saída para Cuiabá, se sentem aliviados.

"Graças a Deus não teve vento, ele é que piora nossa situação, porque destelha as casas, leva as lonas emboras e destrói nossos barracos", disse Andreia Argilar, de 45 anos, que está morando de favor no barraco da mãe já tem duas semanas, desde que teve o próprio barraco destruído por um temporal.

Andreia está desempregada e morando de favor em outro barraco (Foto: Henrique Kawaminami)
Andreia está desempregada e morando de favor em outro barraco (Foto: Henrique Kawaminami)

Desempregada e com gêmeos de oito anos, Andreia conta que teve a moradia alagada, com água entrando pelo teto e paredes. "Meu telhado formou tipo um "v", a água entra parecendo uma cachoeira, quando vi os alertas de temporais resolvi sair", explica.

De acordo com os moradores da favela, os alertas ajudam eles a se prepararem da maneira que dá para enfrentar a situação. A jovem Andressa Ramos, de 23 anos e também desempregada, saiu do barraco onde morava assim que ficou sabendo dos alertas recentes de chuva.

"Antes mesmo da chuva forte me mudei pra cá, quero muito voltar pra casa, mas não tenho as madeirites e lona para arrumar. Vou ficar aqui até dar uma reduzida nas chuvas pelo menos ou até conseguir arrumar o barraco", contou Andressa, que tem uma bebê de seis meses está morando de favor com a irmã.

Andressa conta que única preocupação foi em manter filha bem coberta (Foto: Henrique Kawaminami)
Andressa conta que única preocupação foi em manter filha bem coberta (Foto: Henrique Kawaminami)

Segunda a jovem, a única preocupação dessa noite foi cobrir bem a filha. "Arrumei as roupas e objetos da bebê para que não estragasse. Aqui molhou pouco essa noite, mas é mais seguro, usei uma banheira pra segurar as goteiras perto da cama, só me procurei em cobrir bem a bebê e conseguimos passar a noite", finalizou Andressa.

Há previsão de mais chuvas, acompanhadas de ventos de até 100 km/h, para Campo Grande até amanhã. De acordo com a meteorologia, o tempo só deve ficar no sábado e domingo. Quem quiser ajudar os moradores da Favela do Mandela pode entrar em contato com a comunidade pelos números (67) 99346-7696 ou (67) 99205-6047.

Banheira ao lado da cama ajudou a segurar água das goteiras (Foto: Henrique Kawaminami)
Banheira ao lado da cama ajudou a segurar água das goteiras (Foto: Henrique Kawaminami)


Nos siga no Google Notícias