A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Janeiro de 2018

22/02/2011 11:40

Após polêmica envolvendo ladrão na Derf, Sejusp cria regra para prisões

Marta Ferreira
Suspeitos de roubos a ônibus foram presos pela PM e acabaram sendo soltos pela Polícia Civil por falta de mandado de prisão na semana passada. (Foto: João Garrigó)Suspeitos de roubos a ônibus foram presos pela PM e acabaram sendo soltos pela Polícia Civil por falta de mandado de prisão na semana passada. (Foto: João Garrigó)

Uma semana depois de um ladrão reconhecido por 11 motoristas de ônibus ser preso por policiais militares e solto na Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), sob a alegação de falta de mandado de prisão, a Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), publicou hoje uma resolução que tenta disciplinar o encaminhamento de presos em flagrante e ocorrências para a autoridade policial.

A resolução afirma que policiais militares ou civis que encontrarem pessoas em flagrante delito deverão fazer a prisão e apresentar o preso imediatamente ao delegado de polícia. Conforme o texto, não havendo autoridade no lugar em que se tiver efetuada a prisão, o preso será logo apresentado ao lugar mais próximo. O texto cita o artigo 308, do Código de Processo Penal para reforçar a determinação.

A resolução veda o encaminhamento do preso a qualquer unidade de segurança pública “que não a sede de plantão do delegado de polícia competente para o recebimento do preso”, procedimento que foi adotado no caso do ladrão que foi solto pela Derf.

O ladrão, Diógenes Soares de Deus Oliveira, de 19 anos, foi preso por policiais militares e, primeiro levado para um quartel da PM, onde chegou a ser apresentado à imprensa. Depois, foi levado para a Derf, onde acabou sendo solto, junto com outros dois outros dois comparsas presos junto com ele, Lívio da Costa, de 21 anos, e Fabio Henrique de Souza, de 31 anos, apontados por Diógenes como responsáveis pelos roubos a ônibus na região do Estrela do Sul.

A soltura causou revolta a trabalhadores do transporte coletivo, principalmente depois que, no dia seguinte, Diógenes foi reconhecido em outro roubo a ônibus. Ele acabou sendo preso no dia 18, novamente pela Polícia Militar.

Regras-Na resolução de hoje, a Sejusp determina que a elaboração do boletim de ocorrência da Polícia Militar procederá após a apresentação do preso e/ou da ocorrência ao delegado de polícia competente, sem a necessidade da presença das pessoas envolvidas.

Diz ainda a resolução que para a elaboração do boletim de ocorrência o policial militar que atendeu a ocorrência fará as anotações manuscritas necessárias em formulário próprio para posterior elaboração do boletim de ocorrência ou utilizará posteriormente dos dados referentes às ocorrências constantes do boletim de ocorrência da Polícia Civil.



Os comentários mais venenosos, partem daqueles que menos produzem. Policial Civil ou Militar, que verdadeiramente veste a "camisa" de suas instituições, não ficam envenenando situações minúsculas. Um plantão seja ele na Delegacia ou numa radiopatrulha, é bastante desgastante, não é preciso que haja um desgaste desnecessário entre as corporações. Penso que isso é coisa de quem pouco fez para sua instituição e muito menos para a sociedade.

 
Wladimir Silva em 26/02/2011 06:02:44
Senhor Secretário, os papeis constitucionais das policias Civil e Militar estão bem claro na Carta Magna, somente precisamos de meios para trabalhar. Comentários anteriores dão conta de que deveriam colocar os PM que trabalham a paisana para irem para a rua, fardados, como ir pra rua se nao temos meios (viaturas, etc), quanto aos PCs, trabalhem sem interesses escusos (somente quando há interesses pessoais, ou para aparecer na mídia, vamos investigar e sair do ar condicionados. obrigado.
 
Pedro Paulo Diniz em 23/02/2011 10:04:51
Senhores leitores, bom dia!
Venho por meio deste dizer que não temos viaturas em campo grande, não sei se os senhores sabem desse fato, mas liguem nos pelotões e solicitem a pm e verificarão que não há viaturas.
Obrigado Dr. Jacini!
 
Humberto Martins em 23/02/2011 09:59:49
ja que todo mundo tem razão porque não retiram os PM que trabalhão a paizana e colocam farda para fazerem o serviço de OSTENSIVO nos bairros e evitarem tantos FURTOS e ROUBOS que ocorrem nesta capital assim não teriam muito trabalho com os problemas que os cidadões vem enfrentando que e pedir para o 190 atender
 
antonio neto em 23/02/2011 09:30:46
Cumpra-se a Lei! A PM está "chorando" porque? Acham que investigação é só sair na rua atrás de bandidos e o inquérito? A Investigação da Civil é que coloca os bandidos atrás das grades, dentro da legalidade. Parabéns ao Governador e ao Secretário Jacini que assumiram uma postura correta. Com mais policiais militares fazendo o seu papel ,com certeza a criminalidade nas ruas tende a diminuir, mas não se esqueça de aumentar o efetivo da Policia Civil snão sera um Deus nos acuda, a não ser que o ostensivo seja feito de maneira correta assim a criminalidade diminuira.
 
Jose Flores em 23/02/2011 09:23:20
Essas mudanças só vem para atrapalhar e burocratizar o serviço. Quando sai uma resolução já se sabe que algo vai piorar e como essa não poderia ser diferente piorou. Bem acho que isso é perseguição. acho que quando eu precisar de ajuda, chamarei o
Chapolim Colorado.
 
Rodrigo Duarte em 23/02/2011 08:32:25
Sou advogado militante e achei correto as duas medidas da SEJUSP (PM2 e apresentação imediata de presos à delegacia). As medidas apenas cumprem a lei. O poder público não pode agir sob o princípio de que "o fim justifica os meios(geralmente ilegais)", mas sob o princípio da legalidade( aquilo que está previsto na norma positivada). As duas medidas estão em perfeita harmonia com a lei, a Constituição e a garantia do estado de direito. As brigas e disputas de corporações não podem se tornar motivos de repúdio à medidas corretas tomadas pela SEJUSP.Parabéns, espero que as pressões corporativas não sejam motivos de recuos.
 
ronaldo franco em 23/02/2011 07:43:34
Mais uma questão para apimentar a briga.

No interior, onde raramente os delegados se encontram durante o plantao noturno, quem recebe as ocorrencias são os agentes, que por sua vez ligam para o Escrivão, que tambem não podera decidir, pois a atribuiçao é do Delegado, fazendo com que fique num jogo de empura empura, e nos PMs ficamos fazendo o que? Tomando tereré com eles, pois não fazem muito alem disto.
 
Geovani Pinheiro em 23/02/2011 06:58:34
Muito bem Senhor Secretário, estaremos cumprindo o que determina a Lei, no entanto, a pergunta é a seguinte? E nas Delegacias de Polícia que conta com apenas 01 Delegado de Polícia, portanto, não estarão presentes, na maioria dos casos como é o caso da maioria das cidades do interior, quem decidirá sobre a prisão? Os Agentes de Polícia? E a situação dos Destacamentos Policiais Militares localizados nos distritos, cujas localidades sequer tem Delegado de Polícia, como deverão procederem? E nas situações de Flagrante, as partes envolvidas não terão mesmo que serem apresentadas?
 
Osvaldo Rios em 22/02/2011 12:53:49
Até que enfim uma medida quase justa tomada pela SEJUSP.
Existe um conflito entre as distintas polícias Civil e Militar que é incompreensìvel ao nível da sociedade e, por que não, pela própria imprensa responsável pelas informações e orientações dos cidadãos.
As atribuições de nossas Polícias são distintas e são justamente para não tumultuar a própria segurnça pública no seu todo e o desenvolvimento dos resultados que compete à cada uma. Todos esses conhecimentos estão disponíveis na internet e nos livros jurídicos que esclarecem as leis.
Quanto ao conflito existente entre as Polícias, fica visível a questão de quererem se aparecer e isto pouco importa para a sociedade. Os relatórios de resultados de operações e outros serviços em geral são editados para o interesse das Instituições e para elaboração de ações preventivas ou repressivas em casos especiais. Todas as duas Polícias servem à sociedade representadno o Estado e estão ligadas à um mesmo Orgão, SEJUSP.
 
Ezio José em 22/02/2011 12:50:36
Isto não cheira bem. Acho que tem algo de podre atrás disso. Ou é somente ciumeira do do Jorjão? O tempo dirá....
 
Pedro Arantes em 22/02/2011 12:43:21
Os comentários mais venenosos, partem daqueles que menos produzem. Policial Civil ou Militar, que verdadeiramente veste a "camisa" de suas instituições, não ficam envenenando situações minúsculas. Um plantão seja ele na Delegacia ou numa radiopatrulha, é bastante desgastante, não é preciso que haja um desgaste desnecessário entre as corporações. Penso que isso é coisa de quem pouco fez para sua instituição e muito menos para a sociedade.
 
Valter Antunes Oliveira em 22/02/2011 10:44:30
Essa é boa, a policia militar vai chagar na DP, e vai apresenta a preso em flagrante ao delegado, isso é se a cidade tiver delegado, "DOUTOR VAI FAZENDO FLAGRANTE QUE MAIS TARDE QUANDO O SIGO ENTRAR NO AR A GENTE TRAS O B.O" kkkkkkk éssa é boa.
 
cesar oliveira em 22/02/2011 10:24:40
Na minha opniao para se tomar uma medida como esta o secretario de segurança publica deveria fazer um estudo mais tecnico deste assunto e nao ir pelo lado do corporativismo.Pois se a PM atraves do serviço reservado prende esta fazendo o papel de policia e se a policia civil com viaturas caracterizada preta escrita policia ja esta fazendo o papel preventivo de policia que nao e papel dela descrito na contituiçao federal. FORA SECRETARIO DR. JACINE, OU PEDE PRA SAIR !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
Liliane Arruda Orjeda em 22/02/2011 09:00:54
Se a PM fizesse o que deve fazer, ou seja, patrulhar as ruas, os crimes não ocorreriam. Mas em vez disso, esperam o crime acontecer, e ai tentam fazer o serviço que não é de sua competência. O que o Secretário fez nada mais foi do que determinar que os PM CUMPRAM A LEI, que determina que todo o preso deve ser apresentado IMEDIATAMENTE ao DELEGADO DE POLÍCIA para as providências legais. Investigações de crime comum feitas pela PM não tem valor legal, isso é a Constituição que determina, e por isso os suspeitos são postos em liberdade.
 
Paulo Souza em 22/02/2011 08:56:01
Enfim, a SEJUSP começa a mostrar para que serve, colocar as policias no seu devido lugar, a PM prevenindo e a PC reprimindo, é de se recordar sempre nos meses de dezembro, quando a PM é colocada na rua ocorre uma sensivel reduçao da criminalidade, porem quando retorna para as aeronaves, assembleia legislativa, camara de vereadores, prefeitura municipal, transito, tribunal de contas, tribunal de justiça, ministerio publico, foruns, secretaria de fazenda, representação em Brasilia, camara federal, senado e outros orgão públicos bem diversos do serviço policial militar e ainda serviço de caça as onças ahahah, voltamos para um aumento dos crimes,
Quem trabalha na PM? soldado, cabo, terceiro sargento, segundosargento, primeiro sargento, subtenente, aspirante, segundo tenente, primeiro tenente, capitão, tenente coronel, coronel, e ainda tem esses ai medicos, dentistas, é para atender a população?
O que é policiamento preventivo?
Quantos veiculos da PM temos hoje nas ruas de Campo Grande?
E a policia civil, com tantos veiculos pintados de preto, parece brincadeira, o sujo e o mal lavado, mas este secretario tem saco roxo e muito conhecimento de segurança pública, espero ver o nosso MS mais seguro com as acertadas medidas desse Senhor.
 
Raimundo Nonato em 22/02/2011 08:48:08
eu sou PM, acho justo essa portaria do secretário de segurança...
a pm-2 não pode investigar, a radio patrulha não pode mais sequer elaborar o BO em computador, tem que ser manuscrito novamente!
o estado está de parabéns por essa determinação. A CIVIL VAI CONTINUAR NÃO FAZENDO NADA, e agora A PM também não fará nada...
o que me importa de agora em diante: TODO DIA 1º IR AO BANCO DO BRASIL SACAR MEU PAGAMENTO...
a população??? Chama o BATMAN, SUPER HOMEM, HOMEM ARANHA...
 
Lucas Phelipe em 22/02/2011 07:31:15
no meu ver acho que a policia civil deve cuidar so da parte judiciria. eu so ligo para190
 
mario jose de sa em 22/02/2011 06:43:11
As portarias feitas pelos delegados e assinadas pelo outro delegado, jacini,´são um tiro no pé da segurança pública. O corporativismo venceu e o povo perdeu. Governador andré, olhe esta questão com carinho. A própria dificuldade das policias faz com que uma ajude a outra. Mas depois disto o que veremos é o povo pedindo ajuda e a pm falando que isto é com a policia civil. E aí, quem vai proteger o povo???? falo isto porque tenho parentes nas duas policias e sei do que estou falando, viu jacini????
 
Bruno Correia em 22/02/2011 06:27:28
É de morrer de rir dos policiais militares da P2. Todos nos bairros sabem quem são e também seus nomes. Os próprios P2, que as vezes ficam em bares da periferia para observar ou acompanhar atividades de algum suspeito, costumam beber de graça, criano relação de amizade e acabam confessando para o dono do bar, que trata de esparramar. é de mais. P2 de portugueses. VAMOS UNIR AS DUAS POLÍCIAS. Aliás, a polícia do Brasil, só resolvem casos com rapidez, quando as partes possuem dinheiro. O resto e deduragem pura. Também, passeando em viaturas caracterizadas e com o bicho ajudando a cúpula. Quando foi que nos últimos dez anos houve operação contra o bicho, máquinas caça níqueis, quando?
 
Rinaldo Ribeiro em 22/02/2011 06:23:57
a segurança vai parar pois a pm-2 e os reservados dos batalhões há muito faz o serviço que a policia civil não consegue fazer. O que alguns pc sabem fazer bem é colocar farda para ir para as ruas. Será que o DELEGADO Jacini vai deixar isto continuar? E quem vai pagar esta conta? A população não tem nada a ver com esta briga de polícia. A coisa já não vai bem e agora o secretário "prende" os que trabalham... é brincadeira. ISTO É UMA VERGONHA!!!!!!!!!!!!!!!
 
Luis Alberto Barroso em 22/02/2011 06:05:46
A polícia civil não faz o seu papel e depois quer criticar a PM. Usurpação de função é o que o GARRAS faz, caveirão que comédia aqui no estado não serve pra nada....foi doado por uma empresa de transporte de valores porque policiais dessa unidade faz escolta quando estão de serviço...Espero que o secretário traga condiçoes para que a PM consiga fazer seu BO.
 
carlos alberto em 22/02/2011 05:52:15
Agora falta uma Resolução do Secretário determinando que TODAS os carros da Polícia Civil sejam descaracterizadas. É função investigativa e até agora a gente vê carros do GARRAS, DERF e outros caracterizados. Cada um no seu quadrado. Se está caracterizado o carro da polícia como é que vão investigar... A pé? O bandido agradece está briga entre as Polícias que só prejudica a sociedade.
 
ANTONIO CARLOS em 22/02/2011 05:37:15
Agora sim nós da população estamos perdidos. A PM vem dando imensurável contribuição para nós e não podendo mais nos ajudar como ficaremos? Todos sabemos das maselas, desorganizações e preguiças da Polícia Civil. Afinal, hoje registramos os boletins que logo em seguida vão para o arquivo. Quem garantirá que as ocorrências, uma vez entregue na Polícia Civil, serão investigadas imediatamente como também determina a lei? Para nós seu Secretário, o que importa é sermos atendido e isto a PM faz bem melhor que a Polícia Civil, toda a população sente na pele isto. Quem dera que as duas trabalhassem juntas, mas vemos que não é possível. É lamentável esta resolução, sentiremos nas ruas o aumento dos crimes. Isto foi um verdadeiro tiro no pé da segurança pública. PEDE PRA SAIR SECRETÁRIO e aí desamarrem as polícias para trabalhar para nós.
 
Luis Carlos Bravo em 22/02/2011 05:36:30
Que, isso pessoal; somos todos irmãos e estamos no mesmo barco; vamos todos trabalhar em prol da população;
 
jesus leopoldino de souza em 22/02/2011 05:26:08
É por isso que a segurança pública está este caos, enquanto assaltantes agem violentamente em transportes coletivos, colocando a vida de cidadãos em perigo, algumas pessoas com ego ferido, tecem comentários recalcados. Trabalhem para oferecer segurança real ao povo, ao cidadão que paga seus impostos. Lugar de bandido é na cadeia e de polícia é prendendo bandido. E não expondo suas brigas de vaidade!!! Quem tem capacidade que o faça, quem não tem que vá se especializar.
 
Maria Camargo em 22/02/2011 05:13:48
Tem uns comentários ai que não tem nada haver, tipo que vão acabar com a PM2, que PM tem que colocar farda e fazer o serviço de Policia Comunitário, bem pessoa isso que o secretario colocou em pauta, vai prejudicar e muito a sociedade, acho que ninguém parou para pensar ainda que, a PM na situação de flagrante vai ter que apresentar primeiro o detido para depois fazer o BO, ou seja então se o Delegado de Policia não estiver na Delegacia, então A PM vai ter que ficar aguardado certo!!!!!. Isso quer dizer enquanto a PM este aguardado o Delegado chegar é uma viatura a mesmo nas ruas, pra quem não sabe vai uma sexta ou um sábado a noite em uma Delegacia para ver como é a movimentação de pessoas e detidos, e outra também tem situações que tem apresentar o detido e o material do delito, como é que isso vai acontecer, pois não vai ter um papel para que o agente de policia civil receba ta material, agora só porque uma Delegacia soltou um preso, vai mudar tudo e pelo jeito vai mudar para pior.
 
Jefferson Benedito em 22/02/2011 04:59:59
Parabéns ao secretário de Segurança Dr. Jacini. Ele sabe quais as atribuições de cada Polícia e apenas fez cumprir a CF e a lei, dever este que deveria ser seguido pela PM e não o faz há muito tempo. Eles querem fazer pedido de busca e apreensão, TCO, investigação e tudo o mais, porém, não tem conhecimento jurídico para isso e constantemente cometem abusos e crimes. A Polícia Civil é uma Polícia de investigação e de inteligência. A PM apenas de prevenção. Se a PM fizesse mais o trabalho dela não teriamos tantos crimes ocorrendo, se previnissem mais não teriamos tantos problemas de violência, porém, como não fazem o báscio que é prevenir e ficam usurpando a função alheia a prevenção é mínima e os crimes acontecendo cada dia mais. Parabéns Dr. Jacini, cumpridor da lei!!!!
 
Ronaldo Siqueira em 22/02/2011 04:59:28
Bem a PM fazia essas investigações pois os incompetentes da Policia Civil só faz investigação de coisa que de dinheiro ou ibope para aprecerem.Pois na maioria são grandes incompetentes.Mas o grande recalque dos Policiais Civis e que quem realmente e respeitado na rua e a PM pois onde chegamos se tem que prender prendemos e acabou,se tem bater,batemos,não ficamos parados dentro de sala com ar condicionado,sentados atras de mesa,com as pernas pro ar tomando terere.
 
Carlos Augusto em 22/02/2011 04:49:42
Oque se observa nos comentários já realizados, é que a publicação dessa resolução, já produziu um efeito devastador, ou seja, aumentou a briga entre as duas insitituições, PM e PC. Pois, é senhor Secretario, a tão propagada integração entre as policias, o senhor jogou no lixo. Chupa essa uva agora.....
 
paola maria em 22/02/2011 04:18:30
quem vai perder com esta resoluçao e a sociedade que infelismente ñ pode contar com policia civil sr jacine tome tento homem poe a pm entao nos quarteis de prantidao e a policia civil para fazer o papel da pm logico com o sr de homem de frente para ver o resultado
 
paulo costa em 22/02/2011 04:15:16
É LAMENTAVEL VER TAIS COMENTARIOS E DECISOES QUE PARECEM SER PESSOAIS E IGNORANTES, POIS SABEMOS QUE O INTERESSE MAIOR E DE TRAZER TRANGUILIDADE E CERCEAR A LIBERDADE DESTES DESORDEIROS, DIVISOES DENTRO DAS POLICIAS SÓ DESGASTAM AS NOSSAS FORÇAS POR MELHORIAS E DIFICULTAM O OBJETIVO PRINCIPAL, ACORDEM E SEJAM APENAS PROFISSIONAIS. A EMPETIA DEVERIA FAZER PARTE DESTA HISTORIA SEM NEXO.
 
JOEL DA SILVA SOARES em 22/02/2011 04:02:16
Quanto mais eu rezo, mais assombração me aparece! Eu não faço, mas também não quero que vocês façam... e a sociedade que se lasque!!
 
Wagner Ferreira em 22/02/2011 03:53:06
Até que enfim as arbitrariedades e ilegalidades da PM2 estão com os dias contados. Ado... a... ado.... Cada um no seu quadrado. Parabéns ao Secretário Jacini! Agora falta investir para que a Polícia Civil (polícia investigativa) tenha condições de trabalhar. E colocar esses PMs para andarem na rua, de farda, no cumprimento de seus deveres (polícia preventiva).
 
Gilberto Ramos em 22/02/2011 03:41:23
Conduzir preso sem a necessidade das pessoas envolvidas....essa foi boa!!!!

Todos sabem que para conduzir uma pessoa coercitivamente há a necessidade da expedição de mandado de prisão ou prisão em flagrante. O flagrante só existe se tiver autor, objeto, vítima e testemunha, logo como um policial vai conduzir uma pessoa sem as outras envolvidas, logo ninguém vai cumprir essa ordem ilegal.

Tem outra, já imaginou você entregando dinheiro apreendido sem a confecção do bo ou então confecioná-lo depois do bo do delegado...o dinheiro some e os poliça vão dizer q não foi entregue...rs

RESOLUÇÃO QUE NASCE MORTE

 
Paulo Odone em 22/02/2011 02:50:38
Felizmente temos um Secretário de Segurança Pública que é "tira", ou seja, é do ramo policial, entende do assunto e conhece as atribuições de cada polícia.
Já era tempo de pôr freio às arbitrariedades cometidas pela PM que vinha realizando "investigações" que jamais foram de sua competência. Compromentendo as investigações da DENAR, GARRAS, DERF etc. Os policiais militares lotados na 2ª Seção, daí o porquê de chamarem de PM2, têm a atribuição única de investigar desvios de conduta de policiais militrares. Não podem nunca investigar crimes comuns. A isso dá-se o nome de usurpação de função (da Polícia Civil ou da Polícia Federal).
Não existe essa "coisa" de "serviço reservado". Isso é uma aberração institucional. Não tem respaldo legal. Assemelha-se à milícia. Daí para as torturas em batalhões, pelotões etc. é um passo.
Parabéns, Dr. Wantuir Jacini. Fez-se cumprir o artigo 144 da constituição Federal.
 
Paulo Renato Scaravello em 22/02/2011 02:37:00
PARABÉNS!!!!!!Senhor Secretário de Justiça, pela atitude tomada.
 
maria ceci em 22/02/2011 02:10:56
Até que enfim alguem enxergou que a vergonhosa atitude de se prender alguem e encaminhar para a PM não estava certo. Vai longe o período em que os Militares eram os responsávels por tudo!!! Até que enfim a SEJUSP resolveu consertar um grave equívoco.
 
sebastiao pereira em 22/02/2011 02:07:40
A bem da verdade, necessário se faz comentar, que esta disciplinação se encontra escrita no Código de Processo Penal Brasileiro que data da metade do século passado, de outro lado desde 1964 insculpida nas constituições federal e estadual, se encontra a disciplinação das atividades da polícia judiciária e preventiva, civil e militar, respectivamente, cujas instituições, infelizmente para nós do publico nunca se entenderam ou se complementaram a não ser em raros momentos e entre alguns integrantes de mente mais aberta e inteligentes o que não é a maioria. Esta disputa de espaço fere os conceitos e temos visto abusos, já comentados neste meio de comunicação. Portanto, para ser uma boa policia a princípio necessário se faz que se cumpra as leis e não vontades isoladas desprovidas de legalidade.
 
Valter de Oliveira em 22/02/2011 02:05:32
quero ver como o PM vai fazer o boletim de ocorrencia, se não tem condiçoes tecnicas de elaborar na viatura, e nas delegacias não há local apropriado para a PM elaborar BO...
a burocracia ao invés de diminuir aumenta cada vez mais, para deleite de pessoas que fazem tudo por orgulho ferido ou mágoas geradas por incapacidade ou má vontade de simplesmente ''FAZEREM'' o serviço pelo qual são régiamente pagas, por nós, os cidadãos!
 
Lucas Phelipe em 22/02/2011 01:02:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions