A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

02/02/2016 10:07

Bebê de 9 meses foi "isca" para matar jovem em praça, diz polícia

Luana Rodrigues e Viviane Oliveira
Thais Giedry Borges dos Santos, 22 anos, foi morta a facadas na  Praça do Rádio Clube. (Foto: Reprodução/ Facebook)Thais Giedry Borges dos Santos, 22 anos, foi morta a facadas na Praça do Rádio Clube. (Foto: Reprodução/ Facebook)
Kielvenn de Moraes e Iris Adriana, foram presos em flagrante, em Ribas do Rio Pardo. (Foto: Reprodução/ Facebook)Kielvenn de Moraes e Iris Adriana, foram presos em flagrante, em Ribas do Rio Pardo. (Foto: Reprodução/ Facebook)

Um bebê teria sido usado na morte da atendente de pastelaria, Thais Giedry Borges dos Santos, 22 anos, esfaqueada e degolada na noite deste domingo (31), na Praça do Rádio Clube, em Campo Grande. Segundo a polícia, a menina de apenas nove meses, filha da suspeita, foi usada como “isca” para atrair a vítima. Thais era madrinha da criança.

Conforme o delegado Bruno Urban, da 1ª delegacia de Polícia Civil, há cerca de três anos, Thais teve um relacionamento amoroso com Iris Adriana Barbosa da Silva, 22 anos. O romance terminou depois que Iris foi morar em Ribas do Rio Pardo. Lá a mulher se prostituía, até conhecer Kielvnn de Moraes, 24 anos, se casar com ele e ter uma filha.

Apesar de casada e distante, Iris mantinha contato com Thais pelo telefone e redes sociais, tanto que a jovem morta era madrinha da filha dela. Iris disse a polícia que o marido teria ficado com ciúmes do contato dela com a vítima, e a ameaçou de morte. Com medo, ela afirmou que o ajudou a planejar a morte da ex-namorada.

No domingo (31), Iris, Kielvnn e a filha do casal de apenas nove meses, vieram de Ribas do Rio Pardo para Campo Grande em uma motocicleta. Ao chegarem na cidade, Iris teria ligado para Thais e dito que a bebê estava doente e perguntou se ela não queria vê-la. O combinado foi de se encontrarem na praça.

Segundo Urban, quando chegou no local, Thais cumprimentou Kielvnn e ao se abaixar para beijar a afilhada, foi agarrada pelos cabelos e quase degolada. “Ela não teve nenhuma chance de se defender, nem de gritar”, disse.

Ainda de acordo com o delegado, os dois confessaram que planejaram o crime, mas Iris disse que só aceitou participar, pois estava sendo ameaçada de morte. Já Kielvnn contou que tinha planos de matar mais dois homens, que também estavam tendo contato com a esposa dele.

Kielvnn e Iris foram presos em flagrante na tarde de ontem (01), em Ribas do Rio Pardo. Eles estavam escondidos na casa de um amigo. Quando a polícia chegou ao local, os dois tentaram fugir e com a aproximação dos policiais, o homem chegou a usar a filha como escudo, para que os policiais não atirassem e permitissem a fuga dele.

Os dois suspeitos vão responder por homicídio qualificado, cuja a pena é de 20 a 30 anos de prisão. Kielvnn ainda vai responder por desobediência e resistência, pela tentativa de fuga. Ele já tem várias passagens pela polícia, entre elas, por disparo de arma de fogo, ameaça, e um homicídio, quando ainda era adolescente. Iris também já foi presa por furto.

A arma do crime e uma camiseta, foram apreendidas pela polícia. A filha do casal agora está sob os cuidados da avó materna, que já cuida de outra filha de Iris, de 6 anos.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions