ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  26    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Carcaças de carros nas ruas ainda é problema no "bairro de ferros-velho"

Por Filipe Prado | 07/12/2013 11:57
"restos" de carros são colocados nas ruas do bairro Guanandi (Foto: Marcos Ermínio)
"restos" de carros são colocados nas ruas do bairro Guanandi (Foto: Marcos Ermínio)

Com um grande número de ferros-velhos, moradores do Bairro Guanandi se preocupam com os prejuízos causados pelas carcaças colocadas nas ruas da região. Eles dizem que os veículos atrapalham o trânsito, viram focos de dengue e servem como “pousadas” para moradores de rua.

A região já é conhecida como “bairro dos ferros-velhos”. Os moradores reclamam da grande quantidade de carcaças jogadas nas ruas. Rafael Uzun de Oliveira, 20 anos, acha a situação prejudicial. “São muitos carros, destroços, peças, tudo jogado na rua. Vidros despedaçados ficam nas ruas, já furei o pneu da minha moto por conta disso”.

Os moradores acham que a situação do bairro deveria mudar. “Eu acho péssimo isso, além de deixar o bairro feio, atrapalha o trânsito. Eu acho que isso tem que acabar”, comenta Maria Guilhermina Astun Shimabukuro, 66.

Os veículos acabam sendo “abandonados” pelos donos dos ferros-velhos na rua, durante um bom tempo. “Eles costumam deixar o carro muito tempo na rua, assim os destroços acabam prejudicando os moradores”, relata Rafael.

Maria ainda comenta que não é só o trânsito, que as carcaças prejudicam. “O problema também é a dengue, acabam virando focos”, explica Maria Guilhermina.

Rafael conta que muitos moradores de rua acabam dormindo dentro das carcaças dos veículos. “Os dependentes químicos e moradores de rua ficam por aqui e acabam dormindo dentro dos carros”, relata.

Para uma moradora do bairro, que não quis se identificar, o número de moradores de rua vem aumentando na região. “Os moradores de rua dormem nas carcaças, então acaba aumentando o número deles aqui no bairro, e isso não é bom. Cada vez mais piora”.

Alguns ainda dizem que a prefeitura precisa tomar alguma providência em relação aos ferros-velhos. “Acho tudo isso muito ruim, creio que não pode acontecer. E a prefeitura não toma conta da situação”, relata Fátima Pecurari, 55.

Os carros viram "pousada" para moradores de rua (Foto: Marcos Ermínio)
Os carros viram "pousada" para moradores de rua (Foto: Marcos Ermínio)
Os moradores reclamam que os veículos atrapalham no trânsito (Foto: Marcos Ermínio)
Os moradores reclamam que os veículos atrapalham no trânsito (Foto: Marcos Ermínio)
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário