A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

26/07/2011 14:22

Dupla sertaneja paulista acusada de furtos também fez vítima em Nova Andradina

Paula Maciulevicius

Depois da repercussão na mídia nacional, revendedora reconheceu um dos integrantes

Depois da divulgação em mídia nacional de vários furtos envolvendo a dupla sertaneja paulista Dudu Di Valença e Rodrigo, a Polícia Civil de Nova Andradina indiciou os músicos por mais um, o furto de uma corrente de ouro no valor de R$ 14 mil, de uma revendedora de Nova Andradina.

Através de algumas fotografias, o acusado conhecido como “Dudu Di Valença” foi reconhecido pela vítima e indiciado. A revendedora disse à Polícia que teria recebido uma ligação telefônica de um homem que se dizia funcionário de uma agência bancária da cidade e estaria interessado em adquirir algumas joias.

Depois da visita do cliente na residência, a mulher percebeu a falta da corrente que estava no mostruário. Diante do fato, ela foi até a agência bancária citada pelo suposto cliente, onde foi informada que ele não trabalhava no local e que ninguém o conhecia.

Passados alguns dias, a vítima acompanhou através da imprensa, o caso da dupla sertaneja, acusada de praticar vários furtos à joalherias de diversas cidades. A vítima então reconheceu um dos integrantes como sendo a pessoa que esteve em sua casa. (Com informações NovaNews)

Depois de registrar o boletim de ocorrência, a delegacia de Nova Andradina instaurou inquérito policial para apurar os fatos. Foi encaminhada uma carta precatória para a cidade de Ibitinga, no estado de São Paulo, onde a dupla já havia sido presa.

Caso - A dupla sertaneja Dudu di Valença e Rodrigo foi presa em flagrante maio, no interior de São Paulo, acusados de furtar joalherias de ao menos oito cidades do Estado. Após a prisão, as investigações apontam que a dupla fez vítimas também em Campo Grande e em pelos outros quatro Estados.

De acordo com o chefe de investigação da Polícia Civil de Ibitinga, Marcos Roberto Vasconcelos, em apenas dois dias mais de 50 pessoas em diversos Estados reconheceram os cantores como sendo autores de furtos em seus estabelecimentos.

A Polícia Civil afirma que a dupla agia havia algum tempo em diversas cidades do interior, tendo sempre joalherias como alvo. Os trajes e aparência dos irmãos não levantavam suspeitas. A ação era sempre a mesma, vestidos com roupas caras e de marcas, um dos músicos distraía o vendedor e realizava o furto, enquanto o outro aguardava com o carro ligado do lado de fora.

A Polícia suspeita que a venda das joias furtadas sustentasse a carreira dos músicos, conhecidos no estado de Goiás.

A dupla sertaneja foi formada no início dos anos 1990 e essa é sua segunda formação. Dudu di Valença está desde o início e Altair Leles Parreiro, o atual Rodrigo, passou a cantar com irmão há pouco mais de dois anos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions