A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

12/07/2012 16:19

"É tudo de bom", diz Abrigo dos Bichos sobre veto a sacrifício de Scooby

Nadyenka Castro

Ao saber que Nelsinho Trad determinou tratamento ao cão, Maria Lúcia Metello comemorou: “Olha que coisa boa”

Scooby chegou ao CCZ com as patas machucadas. (Foto: Minamar Júnior)Scooby chegou ao CCZ com as patas machucadas. (Foto: Minamar Júnior)

Ao saber que o prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), determinou o não sacrifício do cachorro Scooby, mesmo se o exame de leishmaniose der positivo , a presidente do Abrigo dos Bichos, Maria Lúcia Metello, comemorou: “Olha que coisa boa!”.

“É tudo de bom”, continua Maria Lúcia. Para ela, a atitude do chefe da administração municipal representa o início de uma parceria com o poder público. “Esta nova atitude vem de encontro à política do Abrigo dos Bichos”, fala.

Maria Lúcia explica que, em casos de leishmaniose, o Abrigo dos Bichos defende o tratamento, ao invés do sacrifício, que até então era adotado pelo CCZ (Centro de Controle de Zoonoeses).

Segundo a presidente da entidade, o objetivo do Abrigo dos Bichos é orientar as pessoas que é preciso muita responsabilidade para manter um cão com a doença e que este tem direito ao tratamento.

Conforme ela, não prestar atendimento em casos de leishmaniose é crime de maus tratos e também contra a saúde pública.

“ Parabéns ao prefeito”, finaliza Maria Lúcia, comemorando a vida de Scooby, que ficou famoso após ser levado pelos donos ao CCZ arrastado em uma moto.

O cachorro virou motivo de uma campanha na internet, que teve mais de 10 mil assinaturas em uma petição pública, para que não seja submetido a eutanásia, procedimento padrão para cães diagnosticados com a doença.

Pela manhã, o prefeito já havia divulgado em seu Facebook que Scooby seria tratado e não sacrificado. Depois, a postagem foi retirada e substituída por uma explicando que o cão vai ser tratado enquanto os resultados dos exames não saem e que fosse confirmada a doença, ele teria o mesmo destino de outros cães com leishmaniose.

Agora à tarde, após muitos comentários no Facebook, nova mudança. Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, diante da situação de Scooby, o prefeito ficou sensibilizado e se reuniu com técnicos da área para determinar que o animal não fosse sacrificado.



Parabéns ao prefeito pela sábia decisão. Queremos acompanhar sempre que puder a vida do Scooby. E senhôra "Cloise" procure ler mais um pouco ,ta bem, faz bem.
 
Patricia Ohm em 19/07/2012 08:28:55
Parabéns Prefeito Nelsinho por ter respeitado a vida do Scooby, ficaremos
eternamente gratas.
 
ELMIRA SOARES XAVIER em 15/07/2012 04:41:19
Bom dona Cloilse nesse caso , nao seria melhor sacrificar também o humano que contraiu a doença???? Já que é isso que fazem com os animais, não lhes dando o direito a um tratamento. Animais que não conseguem se defender, ao contrario dos humanos.
 
Glaucia Gama em 13/07/2012 01:40:08
Parabens ao prefeito pela sensibilidade, os animais merecem esse tratamento, espero que esse caso sirva p ajudar a encontrar uma solução melhor p outros animais!
 
Estela vasques em 12/07/2012 09:56:56
Nada mais justo a decisao do prefeito,pois se existe um tratamento porque nao tratar ,o sacrificio é também uma forma de omissao de socorro,temos que ter conciencia que o animal também tem o direito de viver.Ele nao é o vetor e sim mais uma vitima do mosquito.A soluçao para esse caso é os nossos administradores aplicar multas altas para aqueles que insistem em manter terrenos e quintais sujos.
 
Angelita Dias Rodrigues em 12/07/2012 07:41:53
Acho que naõ seria apropriado o tratamento, porque o medicamento que é usado neste tratamento é de humano. E se posteriormante um humano vir a ser contraído a eficácia do medicamento seria comprometida, pois o protozoário se tornaria imune a composicao do medicamento...." e como ficaria o tratamento para o ser humano contaminado com leishmania ...."
 
cloilse dos santos em 12/07/2012 05:45:28
Parabéns ao Abrigo dos Bichos por ter abraçado essa nobre causa e ao Prefeito Nelsinho por optar pelo tratamento e o não sacrificio do Scobby. Estamos em novos tempos, é hora de mudar esse conceito de matar os animais ao invés de tratá-lo. Sou totalmente contra a eutanásia, cada caso tem que ser analisado separadamente, devendo ser adotada a eutanasia não como regra, mas EXCEPCIONALMENTE!!!
 
Nelsinho Chaia em 12/07/2012 05:36:57
eu só espero que não devolva o cachorro p o monstro do dono,depois de tratado.
 
maira mendes em 12/07/2012 05:04:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions