A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

01/07/2015 17:21

Espanhóis viajam para renovar visto e deixam obra do Aquário lenta

Ricardo Campos Jr.
Obra do Aquário do Pantanal está em fase de acabamento (Foto: Marcos Ermínio)Obra do Aquário do Pantanal está em fase de acabamento (Foto: Marcos Ermínio)

Espanhóis contratados por uma das empresas atuantes na obra do Aquário do Pantanal têm voltado ao país de origem para renovar os vistos, reduzindo o ritmo dos trabalhos. O titular da Seinfra (Secretaria Estadual de Infraestrutura), Marcelo Miglioli, afirma que as viagens foram escalonadas e não chegaram a paralisar as atividades, mas prejudicaram o serviço.

“A Fluidra tem a responsabilidade de fazer toda a parte de filtragem e montagem dos tanques e tubulação. É uma das variáveis que vai dificultando o andamento da obra”, afirma Miglioli. A companhia tem sede no Brasil e apenas exportou a mão de obra.

O órgão não tem o número de trabalhadores estrangeiros que precisaram passar pelo procedimento. O fiscal de obras públicas da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), Luiz Mário Penteado, afirma que as viagens começaram no início do ano e como o controle é feito pela empresa, portanto não tem informações se ainda há trabalhadores na Europa regularizando a documentação.

“Não sei se tem toda a equipe já em Campo Grande. Tem um tempo determinado para ficar lá na Espanha para revalidar os vistos”, pontuou Penteado. Atualmente, segundo ele, a Fluidra está fazendo a parte de cenografia, que é a reprodução do habitat natural dos peixes dentro dos tanques.

Dificuldades – Miglioli afirma que esse é apenas um dos fatores que causam lentidão nas obras do Aquário. “São três empresas e o objeto é o mesmo. Fica difícil fechar um cronograma”, relata. Além da Fluidra, há uma companhia que presta consultoria para a obra e outra para a construção propriamente dita.

“Cada uma tem um contrato independente. Desde que nós assumimos, a obra não parou nem um dia, mas tem esses entraves. Vão vencendo contratos, esse mês, por exemplo, fizemos a repactuação do contrato de consultoria. Isso deixa o serviço um pouco mais lento”, diz o chefe da Seinfra.

Ele voltou a criticar o planejamento feito ano passado para a execução das obras, mas sem apontar culpados. “O planejamento foi errado. Quando estima-se uma obra em R$ 80 milhões e ela vai para a casa dos R$ 200 milhões, algo está errado”, conclui.

O Campo Grande News tentou contato com a Fluidra. A atendente da sede da companhia em São Paulo disse que apenas o diretor identificado apenas como Paulo fala sobre o assunto e ele está viajando. A reportagem tentou contato com ele, mas até a publicação não houve retorno.

Até elefante faz parte da cenografia do Aquário do Pantanal (Foto: Marcos Ermínio)Até elefante faz parte da cenografia do Aquário do Pantanal (Foto: Marcos Ermínio)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions