A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 16 de Novembro de 2018

21/02/2014 16:46

Executado na Chácara dos Poderes tinha passagens por roubos e furtos

Bruno Chaves
Corpo foi encontrado por moradores no dia 13 de fevereiro (Foto: Marcos Ermínio)Corpo foi encontrado por moradores no dia 13 de fevereiro (Foto: Marcos Ermínio)

Executado com seis tiros na madrugada do último dia 13, na Chácara dos Poderes, em Campo Grande, Ariel Fernando Garcia Lima Teixeira, 22 anos, tinha passagens pela polícia por roubos e furtos. Em 2012, ele foi agredido por moradores depois de roubar o celular de uma vítima e esfaqueá-la no Jardim Montevidéu.

O corpo de Ariel foi encontrado por moradores na Rua Getulina. Inicialmente, a polícia suspeitou que a morte dele estava relacionada com algum acerto de contas, já que foi constatado que ele foi executado com três tiros na cabeça, dois nas costas e um nos braços.

A avaliação pericial inicial ainda apontou que o rapaz também foi agredido antes de ser alvejado pelos seis tiros.

“Nós temos algumas linhas de investigações, mas vamos divulgar quando tivermos algo de concreto”, disse o delegado Fábio Sampaio, da 3ª Delegacia de Polícia.

Crime e tatuagens – Ariel tinha várias tatuagens espalhadas pelo corpo, algumas delas com as escritas “vida louca”, “amor só de mãe” e ainda o desenho de um palhaço com uma arma, que significa a morte de policiais.

Por causa delas, a polícia acredita que ele tinha envolvimento com crimes. Conforme assessoria de imprensa da Polícia Civil, Ariel tinha passagens por roubo (2009), furto qualificado (2012), roubo majorado com emprego de arma (2012) e evasão de local de custódia (2013).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions