A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

18/07/2011 12:23

Família de Marielly mentiu e atrapalhou investigações, afirma Polícia Civil

Nadyenka Castro e Francisco Júnior

Uma das mentiras é sobre Hugleice

Delegados afirmaram que família de Marielly mentiu sobre Hugleice. (Foto: João Garrigó)Delegados afirmaram que família de Marielly mentiu sobre Hugleice. (Foto: João Garrigó)

Mesmo tendo feito diversas manifestações para que Marielly Barbosa Rodrigues fosse encontrada, a família dela “mentiu muito” à Polícia Civil e atrapalhou as investigações. A afirmação é do delegado responsável pelas investigações, Fabiano Góes Nagata, em entrevista coletiva nesta segunda-feira.

Uma das mentiras é sobre Hugleice da Silva, marido da irmã de Marielly. Segundo a Polícia Civil, todos os familiares da garota declararam em depoimento que o rapaz estava em casa, em frente ao computador às 18 horas do dia 21 de maio, sábado, dia em que a jovem desapareceu.

Entretanto, a quebra de sigilo telefônico mostrou que a torre da operadora de celular utilizada por Hugleice apontou que no dia e horário citado, o cunhado estava em Sidrolândia, município onde o corpo da jovem foi encontrado e onde mora Jodimar Ximenes Gomes, suspeito de ter feito aborto em Marielly.

A Polícia Civil ainda não confirma se todos os familiares sabiam que Hugleice estava envolvido no desaparecimento de Marielly, mas será investigado o porque das mentiras. Ele tinha muita influência na família da esposa porque era quem sustentava as três mulheres: a mulher, a cunhada e a sogra.

“Foi um erro de família, qualquer um faria”, disse o delegado Edílson de Oliveira, o qual também participa das investigações, que agora estão concentradas em descobrir quem intermediou o contato de Marielly com Jodimar e quem deixou o corpo no canavial.

Não está descartado o envolvimento de Hugleice também na desova do cadáver. “Há possibilidade do próprio Hugleice ter deixado o corpo no local”, declarou Edílson. O rapaz afirma que apenas levou a cunhada até a casa de Jodimar, com a intenção de ajuda-la.

Fala ainda que ela já tinha feito todo o contato com o enfermeiro que ela não quis contar quem era o pai, dizendo apenas que a gravidez traria muito prejuízo à família.

Marielly estava grávida pelo menos desde fevereiro e os parentes dela alegam não saber quem é o pai. A Polícia diz que há possibilidade de não ser descoberto quem é o pai porque não foi possível fazer exame de DNA devido ao estado avançado de decomposição ao corpo, a não ser que ele [o pai] conte.

Suspeitos- A Polícia chegou até Jodimar e Hugleice através de relato de testemunhas e quebra de sigilo telefônico. Uma das pessoas ouvidas é uma funcionária do enfermeiro, a qual relatou que viu Marielly ser preparada para o procedimento e o cunhado dela no local.

Hugleice, de camisa clara, entre dois policiais, no dia que se apresentou à Polícia. (Foto: João Garrigó)Hugleice, de camisa clara, entre dois policiais, no dia que se apresentou à Polícia. (Foto: João Garrigó)

Uma pessoa chegou a ser presa logo após o desaparecimento, conforme foi noticiado pelo Campo Grande News na época. Este rapaz ficou na cadeia por cinco dias, mas foi constatado que ele não tem relação com o caso.

De acordo com o delegado Fabiano Nagata, Hugleice é uma pessoa fria e é muito lúcido ao responder os questionamentos, agindo desta maneira desde as primeiras conversas com os policiais.

O Campo Grande News também havia antecipado a suspeita sobre ele, que ao ler a notícia, negou qualquer relação e ainda registrou boletim de ocorrência de preservação de direito, quando ainda estava em Alto Taquari, Mato Grosso, onde o corpo de Marielly foi enterrado.

Hugleice negou ligação com a morte até um dia após ser preso. No segundo, em acareação com Jodimar, confessou que a levou até a casa do enfermeiro. Ele será indiciado por participação em aborto qualificado pela morte.

Jodimar nega que tenha feito aborto em Marielly. Ele será indiciado pela prática de aborto.

Conforme o delegado Edílson de Oliveira, os dois poderiam ter evitado a morte da jovem. “Eles poderiam ter a levado para o hospital. Mas acreditando na possibilidade do crime ficar impune não a levaram”.

Já foi pedido a quebra de sigilo telefônico de Jodimar. As macas apreendidas na casa dele serão periciadas. No local, que funciona o salão de beleza dele, a Polícia também recolheu instrumentos cirúrgicos e medicamentos, nenhum utilizado na prática de aborto.

Será feita perícia também na caminhonete utilizada por Hugleice para levar Marielly até Jodimar.

O caso - Marielly desapareceu no dia 21 de maio. O corpo dela foi encontrado dia 11 de junho em um canavial de Sidrolândia, em adiantado estado de decomposição.

Não havia marcas de violência e ela vestia roupas diferentes daquelas que havia saído de casa. Quando o corpo foi encontrado, estava com um vestido bem solto, sem roupas intimas, de chinelos e com o cabelo preso.

O cadáver estava com cor de carbonizado, situação que indica intensa perda de sangue, o qual havia no local. Nas proximidades da vagina dela havia uma massa, que não foi possível identificar o que era e não tinha feto na barriga.

A posição em que o corpo estava indicava que havia sido colocado lá e não jogado. Próximo a ele havia embalagem de halls da cor preta.



No começo, achei que esse seria mais um crime sem solução....Agora vejo que a polícia trabalha legal para que tudo seja esclarecido.....Tem que dá um aperto na irmã e na mãe dela, pq nesse mato ainda tem coelho.....Parabéns aos delegados envolvidos no caso.
 
Rosangela Carvalho em 19/07/2011 06:33:10
Filho nunca foi sinal de prejuizo!
ao contrario é uma Bençao Divina.!!
Mas que medo é esse que fosse "prejuizo" para o cunhado sustentar mais um??
Mas porque o cunhado sustentava a familia???
Se a mae trabalhava e pediu demissao pra ir no Alto taquari pra enterrar a filha que tambem trabalhava??
Mesmo que o "pai" nao asumissse a criança tenho certeza que as 2 trabalhando teriam condiçoes de sustentar esta criança.
E porque ela foi pedir ajuda logo do CUNHADO e nao da irma ou da amiga que iria encontrar mais tarde depois de resolver um problema??
Pois ele era o pai do bebe ele tinha que ajudar ela a dar "UM JEITO" NO QUE OS 2 TINHAO FEITO, a troco de que ele iria ajudar ela a fazer o aborto se ele nao tivesse nada a ver com o caso...e se nao tivesse nada a ver com o caso porque nao levarao a garota ao hospital quendo o enfermeiro disse que tinha dado errado disse pra ele "vazar".???
Porque nao disse nada a mae quando ela começou a fazer as manifestaçoes??
Porque ja sabia que estava morta e que ele tinha culpa.
Sò que ele sò começou a soltar a verdade quando foi prezo, porque a consiencia começou a pesar, prende a mae tambem pra ve se ela nao solta tambem o que sabe...pois ela tambem é uma peça fundamentl neste caso.
Cade a prima que tambem afirmou que cunhado tinha ficado o dia todo em casa???
e a irma que ate agora nao se ouviu quase nada dela???
Essa familia tem muita coisa ainda pra ser descoberta...
aguardem e confiem em nossa policia, envestigadores e orgaos competentes, pois sei que logo logo vao desvendar mais um caso.
 
Maria Eduarda em 19/07/2011 06:29:08
Até onde eu me lembro das aulas de Genética, é possível, sim, efetuar exame de DNA para se descobrir o pai biológico do feto, mesmo que este tenha sido removido, é imporvável, se não impossível, que não haja vestígios dele no corpo da mãe. Sendo assim, basta coletar o material, analisar, o que não for tecido da Mariely, é do feto. Aí é só coletar amostras de material dos supostos pais e comparar com o DNA do feto. Aonde está a dificuldade? Isso, claro, só para saciar a curiosidade alheia, porque essa informação não altera a parte legal, já que não se constitui crime ou contravenção um homem engravidar uma mulher. Necessário mesmo é descobrir o que ocasionou a morte da jovem, se ela resultou de procedimentos abortivos inadequados, ou se, na verdade, sua morte sempre foi (hipótese remota) o objetivo dos envolvidos, e quem transportou o corpo e o abandonou no local onde ele foi encontrado, o que constitui ocultação de cadáver, crime tipificado no CP. À polícia cabe descobrir apenas isso. Boa sorte aos investigadores. Eu me tornei fã do trabalho do Del. Nagata e sua equipe.
 
marly siqueira caramalack em 18/07/2011 08:43:36
A nossa polícia é muito competente. O conjunto probatório já está 95% formado. Agora só faltam poucos detalhes. Não há um terceiro elemento envolvido. Não há um outro homem envolvido, quanto à paternidade. Se existisse esse elemento, alguma coisa já teria sido dita a esse respeito, já que o sigilo telefônico foi quebrado. Já foram checados emails? conversas por MSN ou outro instantâneo qualquer? Claro que sim. Agora é só uma questão de dias. Deixar o acusado mentir mais um pouco, fazer o teatro dele, e por fim, desbancar uma por uma das mentiras. Parabéns à equipe do Dr Nagata, ao Dr Edilson também. Vamos aguardar o desfecho, bem próximo, dessa história cercada de mentiras, egoísmos, interesses vis e mesquinhos que sobrepujaram o bem maior: a vida de Marielly e seu bebê.
 
Regina Lima em 18/07/2011 06:43:06
Com toda certeza toda a familia esta sendo conivente, mae irma etc, sera que a vida de Marielly valia tão pouco para todos se calarem, por simples motivo de serem sustentados pelo cunhado. Então porque essa familia foi ate a midia se sempre souberam do desaparecimento, que familia hein!
 
Tatiane Henrique em 18/07/2011 06:34:19
Que coisa estranha!!!!!!!!!!!!!Isso não dará cadeia pros familiares?
Isso é omissão. Essa mãe sabia de tudo,o q ela nao esperava é que a filha fosse morrer e que o cunhado fosse ajudar a jogar o corpo. Pra limpar a barra do genro ela fez akele pagode todo achando que a policia não fosse competente em decobrir tudo.
Isso é uma vergonha
 
Maete Ferreira em 18/07/2011 05:50:23
Então a policia porque não prende a mãe dela também
não atrapalhou as investigações ?? cadeia nela... não fez o papel de mãe
DEUS QUE ME LIVRE DE UMA MÃE DESSA.............
 
adriana da silva em 18/07/2011 04:56:54
Podem ter certeza, daqui a pouco vão constatar que o cunhado é o pia da criança, que prejuízo seria pra familia esse filho?
Todo com certeza, a irma saber que seu marido é pai e tio do filho dela ao mesmo tempo.
E depois diziam que a menina era recatada e reservada!!!
 
Oswaldo Benites em 18/07/2011 04:47:09
Essa nossa Policia Civil nunca descobre nada........
 
Jorge Andre de Souza em 18/07/2011 04:43:15
Aos 43 anos, acabo de ler uma das frases mais belas e justas que ""alguém"" já escreveu-disse, aqui no CGNEWS, que aliás está de parabéns, pela imparcialidade e competência, nesse caso e em tantos outros!
"É MUITO FÁCIL SER A FAVOR DO ABORTO DEPOIS QUE VOCÊ JÁ NASCEU"
Pense nisso, nessa frase tão profunda, real e egoista, se existir alguém que tiver acompanhando essa tragedia e ainda assim pensar em matar um inocente!

 
Divina Lemos em 18/07/2011 04:09:22
Se o Cunhado sustentava a familia, e fez tudo isso só pra ajudar a cunhada, pode ter certeza que ele era o pai da criança. nao falaram se descobrirem quem era o pai acabaria com toda a familia, entao a irma dela irai separar dele e quem iria sustentar a mae de marielly e toda a familia, com certeza a mae sabia de tudo. e agora com medo dele fazer alguma coisa com ela ou a filha ficam calados. que mae será essa.........
 
thiago souza em 18/07/2011 04:08:00
não tem como o hugleice apenas ter deixado ela lá né, ele ia esperar ela pra trazer marielly de volta e se ele estava junto ele sabia da morte dela desde do começo,e negou socorro por covardia e ajudou a desfazer do corpo,e acho tbm que era o pai,e ela concordou em fazer o aborto por respeito a irmã para não magoa-la e provavelmente a mãe dela tbm sabia.poxa ele sabia o tempo td que ela estava morta e nem se preocupou em avizar a família,mesmo que ele tenha apenas deixado ela lá o que eu axo impossível ele deveria dizer aonde ela tinha ido,e família protegendo esse safado,que família é essa?a marielly não tinha importância pra eles?
 
kelly silva em 18/07/2011 03:16:43
Muito se falou que a nossa Polícia estaria na estaca zero, que não sabia de nada. Agora vemos que não é bem assim. As investigações estão sendo conduzidas da maneira certa, nem tudo pode ser revelado antes da hora certa e a hora certa é como agora, que ela (PC) tem tudo na mão, revelar fatos ou acusar sem provas atrapalham o andamento da coisa. Tanto a PC como a PM tem excelentes pesquisadores que chegam a fundo nas questões. Acredito na capacidade de ambas, mas deploro a distância, que as separam.
 
Milton Silva - Campo Grande - MS em 18/07/2011 02:57:27
Eu heim?!? Que família esquisita!!!! Já não entendo mais quem é quem, quem exerce papel do quê, o que sabem, quanto sabem, até que ponto mais familiares estão envolvidos nesta morte, tem muito mais gente conivente com este absurdo.
Esse caso é bem mais cabeludo do que parece, e essa mãe, num sei não...
 
Ana Miranda em 18/07/2011 02:49:48
Eu acho que todo mundo sabia até a mãe......
È um caso pra se pensar.....
Deus fazer aparecer toda a verdade..
 
paula landgraf em 18/07/2011 02:23:37
Esse caso virou uma novela. O cunhado mentiu, a familia tentou defendê-lo. O enfermeiro está mentindo. Com certeza o enfermeiro sabe quem é o pai. Seria importante descobrir quem é o pai visto que se trata de um duplo homicídio. O ABORTO é uma prática covarde, planejada por pessoas frias e irracionais. Eu fico com uma frase felicíssima que um leitor postou aqui no CampoGrandeNews: "É muito fácil ser a favor do aborto depois que você já nasceu".
 
Wilian Silva em 18/07/2011 01:48:32
Na verdade é todos culpados; esse cunhado a familia com certesa sabia de tudo, principalmente a irma dela de quem não se ouve falar pode aperta que desse mato sai coelho ou a verdade ( QUE MUNDO É ESSE KD O AMOR )
 
thiago santana em 18/07/2011 01:39:04
Até que enfim nosso querido campograndenews, "manchetiou" a verdade. Desde o começo do caso a familia vem enrolando a policia e a opinião publica.Continuo pensando que a maior confidente, a mãe,sabe que o pai do pobre bebê é esse tal de Hugleice e que mesmo ter perdido a filha, ainda fica calada a defender esse assassino.Que bela educação essa moça teve,hein? Com a confissão do elemento a policia não tem duvidas. Pra manter a aparencia de bom moço e de boa moça os dois assassinos foram a sidrolandia para matar um bebê.Marielly, não tenho certeza do perdão do meu Pai,viu?
 
samuel gomes-campo grande-ms em 18/07/2011 01:26:24
Quem ve cara não ve coração. É um absurdo, confirmar a presença de uma pessoa dentro da residencia, sabendo que a irmã estava desaparecida. É amor isso? Sei não viu, o coração das pessoas é terreno que ninguem pisa. E esse individuo? Viu o desespero da mãe, e nem piscou, gente fria assim, coração de gelo. Espero mesmo que a justiça descubra todo o caso pra desmascarar mesmo esse cara, ele se acha o inteligente e menosprezou a inteligencia da policia.
 
silvia dos santos pereira em 18/07/2011 01:03:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions