ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Foi só falar em fim do toque de recolher que 570 foram para rua na 6ª

Guarda Civil Metropolitana mandou 570 pessoas para casa, em semana no qual se debate a renovação ou não do toque de recolher

Por Giovana Martini | 26/09/2020 09:30



Uma semana após a instituição do novo horário do toque de recolher, das 00h às 5h, Campo Grande teve nesta semana uma média 50 pessoas por dia abordadas na rua fora de hora,  pela Guarda Civil Metropolitana, uma movimentação calma nas ruas. Mas então, chegou a sexta, e veio a notícia da possibilidade de fim da medida de restrição.

Só na noite passada foram 570 cidadãos flagrados pela força-tarefa de fiscalização do toque de recolher, além de 23 estabelecimentos orientados a fechar as portas. Duas festas particulares também foram encerradas.

O “sextou pesado” vem um dia depois de a prefeitura informar a possibilidade de suspensão do toque de recolher a partir do próximo mês. A medida foi adotada em março, como forma de profilaxia no combate a pandemia do Covid-19, uma estratégia para tentar frear acidentes que lotam UTIs e também a disseminação do vírus em bares e restaurantes.

A limitação de horário para circular nas ruas já mudou onze vezes. Na mesma sexta-feira em que ocorreram estes desrespeitos ao toque de recolher, Campo Grande registrou 11 óbitos por covid-19, o maior registro dessa semana.

Denúncias sobre aglomerações indevidas e descumprimento ao distanciamento social podem ser feitas através do 153

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário