A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

02/10/2013 15:13

Golpista do “envelope em branco” volta e empresário perde R$ 2 mil

Aliny Mary Dias

Duas lojas de materiais de construção de Campo Grande foram alvo da ação de um golpista que começou a agir no início de setembro. Em uma das lojas, o proprietário de 46 anos perdeu R$ 2 mil ao ser enganado ao telefone por um homem.

Assustados com a ação do estelionatário, que até ameaçou a funcionária de uma das lojas, as vítimas terão a identidade preservada nesta reportagem.

Na primeira ligação, no início de setembro, o homem que se passava por Marco Antônio e dizia morar em Alta Floresta (MT) pediu um orçamento para compra de madeiras. No total, a compra somou cerca de R$ 1 mil. O golpista disse que depositaria o valor na conta corrente da loja e que buscaria a madeira no dia seguinte.

Pouco tempo após o contato, o homem ligou novamente dizendo que havia depositado cerca de R$ 3 mil em razão de um erro da própria empresa. Diante da situação, o golpista insistiu para que a vítima devolvesse o “troco” da transação.

A vítima conta que o homem ligava a cada cinco minutos para cobrar o depósito. “Ele ligava insistindo muito que precisava do dinheiro, nós consultamos e vimos que ele havia depositado e acabamos devolvemos os R$ 2 mil antes do valor ser compensado”, explica o empresário de 46 anos.

No dia seguinte, o dono da loja percebeu que havia caído no golpe quando o extrato bancário mostrou que o envelope depositado pelo golpista estava vazio. “Nós ainda ligamos para o homem várias vezes e na última ele disse ‘perdeu R$ 2 mil, seu trouxa’”, conta a vítima.

Uma semana depois, a mesma situação ocorreu com outra empresa de materiais de construção. Os funcionários só não caíram no golpe porque haviam sido alertados pela primeira vítima.

A funcionária de 26 anos, que atendeu o telefone, conta que a ação do golpista foi a mesma. “Ele fez o orçamento de R$ 970, nos depositou um envelope de R$ 4,9 mil e disse que houve um erro. Ele insistiu para que a gente depositasse a diferença, mas desconfiamos e não fizemos a transação”, conta a jovem.

Sem sucesso na primeira tentativa, o golpista agiu novamente ontem (1º). Com a mesma desculpa de que havia ocorrido um erro no pagamento, o homem insistiu para que a empresa devolvesse mais de R$ 2 mil de diferença.

A funcionária do financeiro da empresa atendeu as ligações do golpista e ainda recebeu uma ameaça ao dizer que desconfiava do depósito. “Ele insistiu tanto que eu disse que se tivesse dinheiro no envelope a gente devolveria. Irritado, ele disse que se tivesse dinheiro de verdade eu me veria com ele”, conta a funcionária que ficou assustada.

Apesar de um empresário ter perdido R$ 2 mil e outro quase ter caído no golpe, os comerciantes não procuraram a polícia para registrar os boletins de ocorrência.

Atenção – O delegado da 1ª delegacia da Capital, Miguel Said, explica que o golpe é conhecido como envelope em branco e é antigo. “Todos os dias cai muita gente nesse golpe, é bastante antigo, mas ainda faz vítimas”, conta o delegado.

Para não perder dinheiro e evitar cair no golpe, Said afirma que o melhor caminho é não ceder à pressão das pessoas que se passam por idôneos. “As pessoas precisam procurar o financeiro das empresas e só devolver algum valor quando o depósito for confirmado e faturado”, completa.



Tantos pessoas enganados, pelos relatos... faça um favor ao resto da cidade, procura no registro de chamadas do telefone e publica aqui o numero de telefone usado. Não pode ser dificil achar o numero no registro Bina do aparelho se ele ligou de 10 em 10 minutos...
Ai o resto do comercio pode colocar o numero na lista negra dos aparelhos, que o telefone nem toca mais se ele tenta ligar.
 
Marcos da Silva em 03/10/2013 10:53:47
Os bancos onde foram realizados os falsos depósitos poderiam fornecer as imagem internas deste falsário.
 
Andre Albuquerquer em 03/10/2013 10:44:08
AMIGOS : FOMOS VITIMA DESTES MESMO GOLPISTA.TEMOS UM COMERCIO DE PRODUTOS DE LIMPEZA E PRODUTOS PARA TRATAMENTO DE PISCINA,O MILHANTE FEZ UMA COTAÇÃO DE R$ 880,00, APROVOU A MESMA. E FEZ UM DEPOSITO COM ENVELOPE VAZIO NO VALOR DE R$ 2.000,00 , LOGO EM SEGUIDA LIGOU DIZENDO QUE OUVE UM ERRO NA HORA DE DEPOSITAR E PEDIU O ESTORNO DA DIFERENÇA., E FICOU LIGANDO DE 10 EM 10 MINUTOS ATE QUE PEDI AO MILHANTE QUE RESOLVESSE O PROBLEMA JUNTO AO BANCO O QUAL ELE FEZ O REFERIDO DEPOSITO COM ENVELOPE EM BRANCO, A PARTIR DESTE MOMENTO NÃO ME INCOMODOU MAIS. AMIGOS COMERCIANTE .FILTRO OS ASSUNTO DE COTAÇÃO , VENDAS REALIZADAS A TRAVES DO TELEFONE.
 
MILTON SANDIM em 03/10/2013 10:34:45
Há cerca de 1 mês mais ou menos,passamos pelo mesmo caso,o cliente ligou,fez orçamento,depositou quase 5 mil a mais,disse que um funcionário dele viria buscar a mercadoria no dia seguinte,só que fizemos contato com o banco confirmando o depósito e nos informaram que o envelope estava vazio...
Alerta:Empresários prestem atenção,não façam nada na correria,porque depois a dor de cabeça é imensa.
 
E . MOREIRA em 03/10/2013 09:46:20
Ele tentou aqui no meu serviço tbm... quase me enlouqueceu... meu chefe percebeu na hora e disse que só devolveria o dinheiro mediante ao deposito ser compensado... ele disse que viria ate com a policia Federal aqui... aqui a compra Deu R$ 1000,00 ele depositou R$ 5000,00.. policia tem que rastrear esses telefone... próxima vitima quem acionar a policia para dar tempo !!! ai veremos quem é o "Trouxa"
 
Maria Silva em 03/10/2013 09:06:27
isso não é de agora não, aqui no meu trabalho já tentaram aplicar esse golpe tres vezes, só que tem que pensar um pouco quem que vai depositar a mais na sua conta.
 
leil calves em 03/10/2013 07:45:49
Despreparo dos "administradores" e "gestores"dessas empresas...
 
Darci Casara em 03/10/2013 07:28:59
Fico com pena das pessoas lesadas, mas esse tipo de golpe é antigo e os proprietários de comércios bem como os responsáveis financeiros das empresas em foco, deveriam ter mais "malícia" a cair em golpes fajutos.
O direito do consumidor é assegurado no CDC mas temos que ter cuidados com algumas observâncias, caso contrário, jogamos contra nosso próprio patrimônio; dinheiro a se devolver somente se for comprovado a disponibilidade no banco, esse negócio de depósito feito em caixa eletrônico, sem confirmação de disponibilidade, "Somente após a liberação" pelo agente financeiro.
Que fiquemos mais espertos gente!!!!
 
Francisco C. Araujo em 03/10/2013 07:27:23
Não sei o que é pior nessa história, o cara falar "perdeu trouxa" ou o empresário não registrar a queixa!
 
Junior Ferreira em 02/10/2013 23:52:39
Só no estanho........
 
Pedro de Turvo em 02/10/2013 16:42:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions