A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

20/06/2013 16:57

Homem promete acompanhar todo percurso com cruz nas costas

Viviane Oliveira e Aliny Mary
 Élzio Moreira da Silva já conhecido por caminhar nas ruas de Campo Grande com a cruz nas costas. (Foto: Cleber Gellio) Élzio Moreira da Silva já conhecido por caminhar nas ruas de Campo Grande com a cruz nas costas. (Foto: Cleber Gellio)

Com a cruz nas costas, o marceneiro Élzio Moreira da Silva, de 49 anos, aproveitou a manifestação desta quinta-feira (20) para protestar contra as regras que limitam distribuição de moradias populares da Ehma (Agência Municipal de Habitação) e da Agehab (Agência Estadual de Habitação Popular).

Ele já conhecido por caminhar nas ruas de Campo Grande com a cruz nas costas, que pesa cerca de 30 quilos. “Hoje é uma grande oportunidade das pessoas olharem para esta questão, que atinge centenas de famílias de baixa renda que esperam por anos uma moradia digna”, diz.

Élzio afirma que está muito feliz de ver o povo na rua. “Tenho certeza que a manifestação de hoje vai ser pacífica”, garante, acrescentando que a vai acompanhar todo o percurso com a cruz nas costas, que simboliza o sofrimento das pessoas que esperam por uma casa. 

“Nós queremos que o MPE (Ministério Público estadual) tome providências em relação à distribuição de moradia", afirma. 

Manifestação - A concentração das 35 mil pessoas que confirmaram presença no ato está marcada para 17 horas. A saída da passeata será às 18h30 e começa em frente à Praça do Rádio Clube.



Ele é o famoso filho do padre, que segundo ele será candidato a deputado estadual o ano que vem, se não me engano já saiu candidato a vereador 3 vezes e diz que o ano que vem terá o apoio do Bernal. Segundo informações que eu tive esta cruz não pesa 30 kg porque é de papelão.
 
luzia ferreira de matos em 21/06/2013 17:52:12
Aqui em Nova Andradina quem prescisa de casa não, consegue sabem porque; porque não sobram é distribuida para ser vendida casa popular construida com verbas federais ,que é claro o nosso dinheiro , virou um grande negócio muito lucrativo , que vem acontecendo há décadas e todo mundo aqui sabe,luto por uma casa a mais de 10 anos qdo os meus filhos ainda era pequeno hoje meus filhos já são casados já sou até avó de 3 netos e até agora só promessa. Há uns três anos cheguei a ir no ministério público daqui fazer denúncia mais até agora nada,eu acho que tem muita coisa a ser investigada aqui em nova andradina, sou uma ex funcionária onde trabalhei por 8 anos onde adoeci em 2005 e parei de trabalhar hoje recebo um auxilio doença de 700,00 doente cardiopatia squemica e coluna,fibromialgia
 
maria josé de souza puelles em 21/06/2013 13:15:48
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions