A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

19/06/2012 09:57

HU atribui vazamento de formol a descuido de funcionário

Mariana Lopes

Hospital diz que produto é acondicionado em recipientes e recolhido por uma empresa do Paraná, que presta o serviço uma vez por ano

A assessoria de impresna do Hospital Universitário garante que o formol foi derramado apenas no chão da necropsia, e não na rede de esgoto (Foto: Paula Vitorino)A assessoria de impresna do Hospital Universitário garante que o formol foi derramado apenas no chão da necropsia, e não na rede de esgoto (Foto: Paula Vitorino)

O vazamento de formol ocorrido no Hospital Universitário, em Campo Grande, no domingo (17), pode ter sido provocado por descuido de funcionário, informou o hospital. A administração do HU acredita que na hora da limpeza alguém tenha esbarrado no recipiente que acondiciona o produto, o que pode ter provocado uma rachadura.

Segundo a assessoria de imprensa do HU, o formol é acondicionado em recipientes, chamados bombonas, e recolhido por uma empresa do Paraná, que presta o serviço cerca de uma vez por ano.

A bombona que foi danificada tinha capacidade de cinco litros, porém, a quantidade de produto que vazou não passou de um litro. A assessoria de imprensa do hospital disse que, segundo informações de química responsável pelo HU, o formol já estava diluído e misturado com parafina.

A assessoria garante que o formol foi derramado apenas no chão da necropsia, e não na rede de esgoto, como informaram anteriormente. Porém, a explicação encontrada pelo hospital para o cheiro ter espalhado é o fato de o ralo da copa, que fica ao lado, estar rachado.

No dia do vazamento, os bombeiros foram ao hospital e jogaram areia no recipiente, o colocaram dentro de outra bombona maior e lacraram. O tenente-coronel dos bombeiros Joilson de Paula disse que os funcionários que estavam no prédio do centro cirúrgico no dia sentiram forte cheiro e suspeitaram que fosse gás, quando acionaram os bombeiros.

Segundo o tenente-coronel, ninguém passou mal, nem precisou de atendimentos. Em contato com a reportagem, funcionários do HU disseram ter sentido náuseas e dor de cabeça.

A assessoria de imprensa da Águas Guariroba confirmou que uma equipe da empresa foi até o local para verificar se houve vazamento para a rede de esgoto pública, na qual não foi constatado nenhum tipo de produto químico.

Descarte - De acordo com a assessoria de imprensa do HU, a última vez que a empresa do Paraná recolheu as bombonas de formol do hospital foi em novembro do ano passado.

O ambientalista Eduardo Romero chama a atenção para o descarte de resíduos hospitalares que não tem destino adequado. “Gera uma cadeia de problemas que aumenta cada vez mais”, alerta.

O descarte de substâncias químicas em ralo, segundo a engenheira ambiental Adriana Farina Galbiati, é uma prática comum em laboratórios e hospitais. Ela explica que o problema é que estes produtos, quando despejados na rede de esgoto, vão para a estação de tratamento, então geram dois impactos.

O primeiro é que, pela resistência dos produtos, eles não são atingidos e purificados antes de serem despejados no rio. O segundo impacto é nas bactérias responsáveis pelo tratamento, que o teor químico dos produtos diminui a eficiência delas.

A engenheira ambiental alerta ainda para os resíduos descartados também em residências, como remédios, que não se degradam e podem causar impacto ambiental. “A gente tem que ter responsabilidade pelo o que jogamos ralo abaixo”, pontua.

Bombeiros constatam que não houve vazamento de gás no HU
Após análises, gás não foi detectado e centro cirúrgico foi liberado nesta manhãO centro cirúrgico do Hospital Universitário foi liberado por volta ...
Novo vazamento de gás interdita centro cirúrgico do HU, diz Bombeiros
Mais um vazamento de gás foi registrado no Hospital Universitário, mas desta vez no prédio do centro cirúrgico. O local foi interditado pelo Corpo de...
Vazamento de gás metano no HU ocorreu após refluxo na rede de esgoto
Após o vazamento de gás metano que fez cerca de 50 pessoas passarem mal no ambulatório do Hospital Universitário (HU) na manhã de hoje (15), em Campo...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions