ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUINTA  26    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Motorista que atropelou e matou paga R$ 2,4 mil de fiança e se livra da cadeia

Segundo boletim de ocorrência, rapaz havia bebido antes do acidente na Avenida Nasri Siufi, no Tarumã

Por Clayton Neves | 21/01/2022 14:39
Moacir morreu após ser atropelado na Avenida Doutor Nasri Siufi, no bairro Jardim Tarumã. (Foto: Direto das Ruas)
Moacir morreu após ser atropelado na Avenida Doutor Nasri Siufi, no bairro Jardim Tarumã. (Foto: Direto das Ruas)

Depois de pagar fiança de dois salários mínimos, Pedro Henrique da Silva Iembo, de 24 anos, se livrou de ficar preso pela morte de Moacir Oliveira, ciclista de 48 anos que foi atropelado na noite de quarta-feira (19), no Jardim Tarumã, pelo automóvel conduzido pelo rapaz, que dirigia embriagado.

A audiência de custódia de Pedro Henrique aconteceu na manhã de hoje (21). O Ministério Público pediu que a prisão em flagrante fosse revertida em preventiva, no entanto, o juiz Valter Tadeu Carvalho determinou a soltura, levando em consideração o período de pandemia e o fato de o jovem nunca ter sido preso e ter endereço e emprego fixos.

João Pedro teve de pagar fiança de R$ 2.424,00, teve a carteira de habilitação suspensa por seis meses e deverá se apresentar à Justiça mensalmente. “Não há indícios que a colocação do custodiado em liberdade poderá prejudicar o andamento da instrução criminal ou aplicação da lei penal futura”, considerou o juiz.

O caso - Moacir de Oliveira morreu atropelado na noite desta quarta-feira (19). Ele seguia pela Avenida Doutor Nasri Siufi, no bairro Jardim Tarumã, quando foi atingido por um Volkswagen Santana.

De acordo com boletim de ocorrência, Pedro Henrique Silva Iembo fez teste do bafômetro que apontou 0,16 mg/l. À Polícia Militar ele disse que chegou a ver Moacir, mas que havia achado que ele não fosse seguir pela via.

Sobre a velocidade do carro, a perícia avaliou com auxílio de câmeras de segurança e a partir de marcas de frenagem que o motorista possivelmente estava acima da velocidade permitida, que era 50 km/h.

Nos siga no Google Notícias