ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEGUNDA  17    CAMPO GRANDE 30º

Capital

Na expectativa de júri popular, família do segurança Brunão faz novo manifesto

Por Paulo Fernandes e Paula Maciulevícius | 14/06/2011 23:33

A poucos dias de a Justiça decidir se o lutador Cristhiano Luna irá a júri popular pela morte do segurança Jefferson Bruno Escobar, o Brunão, a família fará um novo manifesto.

O evento por Justiça será no sábado, com concentração a partir das 14h30 na Praça Ari Coelho. Os manifestantes irão caminhar pelas ruas e avenidas do centro de Campo Grande em um protesto batizado de Marcha pela Paz.

A decisão sobre o júri popular é esperada para este mês. Como o caso teve muita repercussão, um júri popular pode ser benéfico para a acusação.

O pai de Brunão, João Márcio Escobar, avisa que não irá parar com as manifestações. “Não vou parar mesmo, eu ainda acredito na justiça e vou continuar as manifestações. Eu sei que elas têm repercutido no Judiciário não só sobre esse caso, mas em outros também”, disse.

O movimento vai contar também com a participação de Eliane Rodrigues, mãe da jovem de 19 anos, Marielly Rodrigues, desaparecida desde o dia 21 de maio. A manifestação terá ainda a participação da família do rapaz agredido nas Lojas Americanas, além de parentes de outras vítimas da violência.

Brunão foi morto aos 23 anos, em março deste ano, quando retirava Cristhiano Luna de Almeida de uma casa noturna. O segurança estava trabalhando.

Ong - João Márcio Escobar irá criar uma Ong para combater a violência.

O nome da entidade será “Fundação Bruno Escobar”. “Nossa intenção é combater a violência e ajudar as famílias que foram vítimas com assistência jurídica. Nós queremos dar um apoio”, explicou.

Segundo ele, o Instituto Ives Ota será parceiro da fundação. “Já estamos em contato com a instituição que vai nos ajudar”, disse.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário