ACOMPANHE-NOS    
MAIO, TERÇA  11    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Operação apreende 137 carretéis com cerol e linhas chilena

Elas são proibidas por lei na Capital. Em 3 dias, a guarda abordou mais de 500 pessoas

Por Mirian Machado | 03/05/2021 16:17
Objetos foram apreendidos durante Operação no fim de semana (Divulgação/GCM)
Objetos foram apreendidos durante Operação no fim de semana (Divulgação/GCM)

Realizada no fim de semana em Campo Grande, a Operação Cerol, da Guarda Civil Metropolitana apreendeu 137 carretéis de linhas com o produto. A brincadeira clássica das férias, agora também toma conta na pandemia, porém o perigo continua.

Além da apreensão dos produtos que são proibidos por lei na Capital, 526 pessoas foram abordadas entre sexta-feira e domingo (1) durante a operação e 14 pipas foram recolhidas.

A maior apreensão dos objetos ocorreu na região do Anhanduizinho. Além do cerol, a linha chilena, mais resistente, cortante e que leva até resíduos de ferro na composição também é facilmente encontrada principalmente nos bairros mais distantes.

No mês passado, uma criança de 5 anos foi atingida por uma linha chilena e teve 4 tendões rompidos de um dos pés no Bairro Cerejeiras. O menino brincava na frente de casa quando a linha lançada por outro garoto o cortou.

Ele teve que passar por duas cirurgias para reconstruir a ligação dos tendões.

Além dos acidentes com pessoas, o problema também atinge outras situações. Em março, por exemplo, por causa de uma pipa, que cortou fios de média tensão, bairros da região leste de Campo Grande ficaram sem energia por quase duas horas.

Garoto teve corte de aproximadamente 3 centímetros de profundidade. (Foto: Direto das Ruas)
Garoto teve corte de aproximadamente 3 centímetros de profundidade. (Foto: Direto das Ruas)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário