A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Agosto de 2018

20/12/2016 18:08

Polícia encerra buscas por ossadas sem localizar 3 vítimas de ‘Nando’

Escavações no ‘cemitério particular’ mantido pelo serial killer no Jardim Veraneio ficaram inviáveis, segundo delegado

Anahi Zurutuza e Adriano Fernandes
Delegado (à direita) guarda material usado nas escavações (Foto: Adriano Fernandes)Delegado (à direita) guarda material usado nas escavações (Foto: Adriano Fernandes)

A Polícia Civil encerrou no fim da tarde desta terça-feira (20) as buscas por restos mortais na área do Jardim Veraneio – no leste de Campo Grande – que se tornou o “cemitério particular” da Luiz Alves Martins Filho, 49 anos, o “Nando”. Ossadas de três pessoas que o serial killer confessou ter matado não foram localizadas, mas segundo o delegado Márcio Shiro Obara, da DEH (Delegacia Especializada de Homicídios), as condições do terreno não permitem que as escavações continuem.

Na tarde desta terça-feira (20), a equipe de buscas trabalhavam na tentativa de encontrar os restos mortais de uma moça conhecida apenas como Malu e de Eduardo Dias Limas, de 15 anos – o “Eduardinho”, que desapareceu em dezembro de 2015 – dentro da Chácara Alegria, localizada na rua Lise Rose.

O problema, explicou o delegado, é que a propriedade é usada como depósito de entulho e, por isso, tornou-se impossível localizar as ossadas. As máquinas escavaram até a profundidade de cinco metros, mas não encontraram nem sinal dos restos mortais das vítimas.

A polícia acredita que depois que as duas pessoas foram mortas e enterradas no local, muito entulho foi depositado no local.

Terreno dentro de chácara, que foi todo revirado (Foto: Adriano Fernandes)Terreno dentro de chácara, que foi todo revirado (Foto: Adriano Fernandes)
Local onde máquinas começaram a trabalha no início da tarde de hoje (Foto: Adriano Fernandes)Local onde máquinas começaram a trabalha no início da tarde de hoje (Foto: Adriano Fernandes)

Do lado de fora da chácara, a equipe procurava por Flávio Soares Correia, conhecido como “Alemão”. Hoje, o equipamento que mede ondas eletromagnéticas no solo, que estava sendo usado para ajudar nas buscas, apontou a possível localização da ossada, mas escavações foram feitas e nada foi encontrado.

“De cinco ossadas que nos procurávamos, encontramos duas [na manhã de ontem, 20]. As escavações estão encerradas, mas a investigações continuam para a conclusão do inquérito e encaminhamento para a Justiça”, declarou Obara.

Mais vítimas – Os restos mortais de Jhennifer Lima da Silva, 13, e Jhennifer Luana Lopes, 16, foram encontradas na manhã desta segunda-feira (19) e, desde que começaram as buscas, outros oito ossadas foram localizadas.

Nando, entretanto, confessou ter matado 17 pessoas, uma das quais ele ainda não revelou o nome e outras duas cujos corpos não foram enterrados.

Ariel Fernando Garcia lima Teixeira, 22 anos, foi encontrado morto, com vários tiros na cabeça e pelo corpo, em fevereiro de 2012, embaixo de uma árvore, no Jardim Veraneio.

Já Rogério Cesar de Brito, 45 anos, foi encontrado degolado, com vários tiros pelo corpo, no dia 4 de janeiro deste ano, na rua Água Azul, no mesmo bairro.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions