A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Julho de 2019

11/07/2019 16:04

Prefeitura licita projeto para obras nas ruas transversais à 14 de Julho

Consórcio tem até o final do ano para concluir projeto prevendo, entre outras novidades, paisagismo e novas calçadas na região

Marta Ferreira
Intervenção nas transversais da 14 de Julho teve licitação concluída pela Prefeitura. (Foto: Kísie Ainoã)Intervenção nas transversais da 14 de Julho teve licitação concluída pela Prefeitura. (Foto: Kísie Ainoã)

Mais uma fase do projeto que está transformando a cara do Centro antigo de Campo Grande teve licitação concluída pela Prefeitura de Campo Grande, segundo divulgação feita no Diário Oficial do Município nesta quinta-feira (11). Trata-se da contratação da empresa responsável pela elaboração do projeto da segunda etapa do Reviva Centro, para intervenções nas ruas transversais à 14 de Julho, a principal via do comércio central cujas obras tem previsão de conclusão até o fim deste ano.

Vencedor do certame, o consórcio Campo Grande, vai receber R$ 666 mil para os projetos executivos de infraestrutura, arquitetura, urbanismo e paisagismo no novo trecho do Reviva. Integram o consórcio as empresas Coba S.A, de Portugal, Coba LTDA, do Brasil e ainda Nova Engevix, brasileira.

O Reviva - A iniciativa é financiada pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), que destinou US$ 56 milhões, cerca de R$ 200 milhões para todo o projeto no Centro de Campo Grande. Depois da 14, entre a Fernando Correia e a Mato Grosso, a segunda fase vai ser nas ruas transversais do quadrilátero entre as ruas Mato Grosso, Calógeras, Fernando Correa da Costa e Padre João Crippa.

De acordo com a coordenadora de projetos especiais da Segov (Secretaria de Governo), Catiana Sabadin, nesse trecho, a previsão é de um trabalho menos complexo que na 14 de Julho, onde até a fiação foi retirada.

Ainda assim, explica, haverá mudanças significativas. Está previsto recapeamento, adaptação das calçadas para garantir acessibilidade, paisagismo, incluindo o replantio de árvores com problemas, iluminação com lâmpadas de LED.

Valor – Para essa fase, o valor envolvido é estimado em até R$ 60 milhões. A Prefeitura, segundo Catiana Sabadin, pretende concluir as obras na 14 até dezembro.

Depois, avançar para o corredor de transporte na Rui Barbosa, cujo projeto executivo já foi licitado. Essa obra, está orçada em R$ 20 milhões.

Depois disso, é que será feita a chamada requalificação das vias transversais cuja licitação do projeto executivo foi concluída agora. O tempo e orçamento exatos vão depender dos projetos.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions