A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

28/10/2013 15:35

Prefeitura quebra calçadas para ampliar avenida e revolta moradores

Bruno Chaves
Calçadas perderam 10 metros para duplicação de avenida (Foto: João Garrigó)Calçadas perderam 10 metros para duplicação de avenida (Foto: João Garrigó)

Moradores da Avenida Rita Vieira de Andrade afirmam viver em um imenso caos depois que a Prefeitura de Campo Grande destruiu as calçadas de oito casas e de um residencial no Jardim Mansur. A justificativa para a demolição é a ampliação da avenida, mas, por causa das condições climáticas, a obra que duraria uma semana completará um mês.

“Há duas semanas cortaram as calçadas. Os trabalhadores prometeram terminar a obra na segunda-feira retrasada, mas até agora não terminaram. Eles falam que é por causa das chuvas”, conta o militar Alan Gallego, 30 anos.

Além de perderem 10 metros de calçadas – o espaço será reduzido de 12 para 2 metros –, por causa da obra, os moradores são obrigados a conviver com transtornos, sujeiras e riscos de acidentes de trânsito.

“Pela falta de sinalização está tendo muitos acidentes. No meio da rua, o motorista não sabe se tem que continuar o virar. Isso atrapalha, causa acidentes e o resgate é visto direto aqui”, lembra.

Já o comerciante Fabiano Brito, 35 anos, afirma que o principal transtorno é a sujeira e a dificuldade em entrar em casa. “Quando chove é pior”, garante. “Eles não deviam ter começado a obra agora, em tempo de chuva, porque só vai demorar”, opina.

As reclamações não param por aí. Alguns moradores tiveram que tirar dinheiro do bolso para se adequar ao novo projeto para a avenida.

“Tenho vizinhos que tinham palmeiras imperiais aqui e precisaram retirar as plantas. Acredito que tenha gastado um bom dinheiro para alugar as máquinas que fazem isso. Também tem pessoas que precisaram tapar as fossas que ficavam nas calçadas”, afirma.

A babá Cássia dos Santos Ferreira, 25 anos, que trabalha em uma das casas que teve a calçada destruída para virar avenida, confirma a história das árvores. “Meu patrão tinha uma palmeira e três cycas (espécie de sagu de jardim) e teve tirar da grama. Acho que ele gastou muito dinheiro porque teve alugar dois caminhões e contratar duas pessoas para cavar envolta da palmeira”, conta.

Falta de sinalização e obra termina em acidentes, diz morador (Foto: João Garrigó)Falta de sinalização e obra termina em acidentes, diz morador (Foto: João Garrigó)
Moradores convivem com transtornos há quase um mês, afirmam (Foto: João Garrigó)Moradores convivem com transtornos há quase um mês, afirmam (Foto: João Garrigó)

Posição – O secretário municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação, Semy Ferraz, lembrou que as obras da avenida fazem parte do PAC 2 e que tiveram início neste mês de outubro. Elas estão paradas por causa das chuvas.

“Precisamos de, no mínimo, três dias de sol para retomar os trabalhos. Nossa expectativa é apressar a empresa para que isso aconteça nesta semana”, diz.

Semy lembra que é necessário ter o solo seco para que a obra seja continuada. “Senão teríamos que fazer uma remoção de solo, o que ficaria mais caro. Depois de iniciada, a obra ficará pronta em três dias”, promete.

A duplicação da Avenida Rita Vieira de Andrade faz parte do pacote de obras de drenagem e recapeamento, que revitaliza a região do Rádio Clube Campo. Todo o pacote de obras conta com investimento de R$ 6 milhões.

Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...
Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...
Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...


Se não faz, reclamam! Se faz, reclamam! Ow povinho chato!
 
Ricardo Franco em 29/10/2013 12:21:24
Esse povo não quer ver nenhum progresso mesmo. Fica chorando pela grama ou pela palmeira. Todos sabem q quando chove interrompe qualquer obra, até mesmo a do jardim de sua casa. Tem gente que só presta pra reclamar.
 
Aldinei Vicente em 29/10/2013 10:25:08
Teve gente que chegou exatamente no ponto crucial, a calçada é da prefeitura, ela vem e faz o que quer, a hora que quer, da maneira que resolver fazer, porem o piso tátil é de responsabilidade do proprietario do imovel, ou seja, dois pesos e duas medidas, a prefeitura é dona da calçada mas eu sou obrigado a fazer a calçada toda, não só o piso tátil mas a calçada mesmo, eu acho que isto tinha que ser definido de outra forma, se eu sou responsável pela calçada eu tenho que no mínimo ser avisado sobre uma demolição, diminuição ou qualquer fato que venha a ser tomado sobre a calçada, tem que resolver, ou sou eu que mando ou é a prefeitura e quem quer que seja tem que ser responsabilizado pelo piso assim como comunicado sobre qualquer mudança, do modo como está fica facil demais né?
 
maximiliano nahas em 29/10/2013 10:05:39
Quem defende atos inpensados dessa administração, ou não foi atingido, foi beneficiado, ou NÃO PAGA IPTU , cujo grupo maior encontram-se tais defensores.
 
juraci montanha em 29/10/2013 10:02:46
Essa obra vai ajudar a população andar com mais segurança pela avenida e com melhor qualidade.
Agora o Dono do Imovel esta reclamando porque ele tinha 12 mts de calcada e agora vai ter 2 mts??? kkkkkkkkkkkkkkkk é o fim da picada... Senhor proprietário sua posse é do seu portão pra dentro....
#ficaadica
 
FABIO MARCONDES MACHADO KROLOW em 29/10/2013 10:00:49
Maria Silva, sou advogado e sei muito bem como funciona os trâmites de licitações públicas. Não estou reclamando do atraso no começo. Estou reclamando porque, já que demoraram até agora, deveriam esperar passar esse período chuvoso, compreende?! Não estou reclamando que tiraram a imensa calçada da frente da minha casa, pois não faz parte do meu terreno e, em se tratando de bem público, não pode ser objeto de posse. O que acho uma falta de respeito imensa é demorarem, como demoraram no trecho logo acima de casa, 06 meses para terminar duas quadras de afasto. Seu direito acaba onde começa o meu, de maneira que nenhuma obra pode causar transtornos além dos RAZOÁVEIS. Se existe gente pacífica que não se incomoda, talvez seja por não conhecer seus direitos. Tenho dito.
 
Rogério Pompermaier em 29/10/2013 09:48:41
Sou vizinho da obra, e gostaria de sugerir ao Campo Grande News que descobrisse qual é o objetivo dessa obra, pois essa duplicação de avenida tem apenas poucas quadras, e quando chega na maçonaria ela acaba e volta a ser uma pequena rua estreita. Ou seja, 4 pistas que desaguam em apenas 1. Não tem a menor condição de receber o fluxo de veículos. Quando o mega pompal que está sendo construído mais abaixo, no Rita Vieira, estiver povoado vai ser um CAOS. Qual o planejamento para essa avenida????
 
Jose Luis Pissin em 29/10/2013 09:37:47
Senhor Marcos Cesar, se a calçada é do poder público pq nos obrigam a efetuar o calçamento e colocar os piso tátil, e ainda nos multam se deixamos de executar a melhoria, e tb pelo preço do IPTU deveríamos ter todas essas melhorias gratuitamente, o asfalto é cobrado, a rede de esgoto é cobrada, cada melhoria que vc faz dentro do seu terreno é cobrada, E ai vc vem me dizer q devemos deixar eles fazerem o que quiserem, agora que eles deixam td para a época das chuvas é pq podem embolsar o dinheiro sem ter q dar satisfação. Na verdade nenhum é melhor que o outro, todos entram na política com um único objetivo, enriquecer e o povo que se dane. O Bernal deveria continuar com seu programinha na rádio e ponto.
 
Madalena R. Ossuna em 29/10/2013 09:07:25
Tem mais é que ampliar mesmo...Só quem conhece a região sabe o perigo que era essa avenida, com calçadas enormes e rua estreita e que repentinamente duplicava, causando vários acidentes!
 
marcela melo em 29/10/2013 09:04:46
Nessa avenida ai dá para colocar 160 km hora, show de bola para quem gosta de aventura. Essa curva ai rapaz é de cantar os pneus, só de olhar na foto
 
jose carlos em 29/10/2013 09:01:42
É verdade Marcos a calçada é da prefeitura, foi ela quem pagou para fazer a sua ??? POI ZÉ, SE É PUBLICO TAL ESPAÇO, QUEM DEVE CONSTRUI-LO E MANTÊ-LO EM CONDIÇÕES DE USO É A PRÓPRIA . então porque não faz ?????
 
Suzi da Costa em 29/10/2013 08:31:06
Também moro na região, e realmente qualquer obra de infra-estrutura causa transtorno, mas sempre buscando melhorias. Com relação ao comentário que questiona o período de início das obras, por ser chuvoso, não é a empreiteira que define a data, e sim uma ordem de serviço emitida pelo órgão contratante, prefeitura, estado ou união. Quanto a sinalização, realmente poderia estar melhor, quando vou em direção ao centro não sei se continuo na via de mão dupla ou se desvio para o trecho já pronto. Com relação a quebra das calçadas, com certeza o contrato contempla a reposição das mesmas. Os moradores que tiveram que reaterrar suas fossas, infelizmente, tinham que tirar do bolso mesmo, fossa e sumidouro são medidas provisórias p/ tratamento do esgoto e devem ficar para o lado de dentro do lote.
 
Leandro Souza em 29/10/2013 08:18:35
o povo que chora e reclama!!!
 
Cassiano Jorge em 29/10/2013 07:39:06
Quem conhece essa região sabe que esses moradores desfrutavam de uma area grande de jardins , sendo desnecessario.... com certeza haveria reclamações..kkk "" acabaram com o jardim do pessoal""...ainda bem que não arrancaram os coqueiros...
 
CELIO SILVA em 29/10/2013 06:23:53
Concordo com o Luiz Castro o povo reclama demais para gente uma pouco de reclamar deixa a prefeitura trabalhar em paz.
 
MARIO MARCIO em 29/10/2013 00:01:15
A prefeitura foi muito camarada, deveria ter feito a avenida reta, sem curvas, indenizando os moradores e cortanto parte de seus terrenos e casas. Ai sim teriam motivos para ficarem um pouco revoltosos
 
eder gonçalves em 28/10/2013 23:02:44
Na verdade esse povo invadiu espaço público e agora está reclamando. Isso iria ocorrer algum dia...
 
Filipe Alberto em 28/10/2013 22:14:55
Se não faz é lerdo e ruim, se faz é ruim por fazer na hora errada, campo grandense nunca tá satisfeito, o povo não aprende agradecer mesmo, só reclama
 
Junior Ferreira em 28/10/2013 22:09:36
ow povo choraooo quando nao faz reclama quando faz reclama!!!! estao achando ruim de perder 10 metros de calçada..hahahahah e piada isso ...nem deveria ter uma calçada com um tamanho desses....só para constar essa obra foi iniciada na gestao do nelsinho quando o giroto era o secretario...
 
Marcell Marcio Micheletti em 28/10/2013 21:00:18
Rico é tudo mimado, algumas semanas, para algo que será bom para todos, e como ¨eles¨ perderam aquela enorme área na frente de casa, fica reclamando, vai morar la no los angeles e esperar uma vida inteira por asfalto.
 
alessandro oliveira em 28/10/2013 20:52:49
Tem que quebrar mesmo e aumentar o numero de faixas, essa avenida é um inferno em horário de pico, estreita e com movimento intenso.
 
Helio Juliano em 28/10/2013 19:48:59
Senhor Rogério, diferente da iniciativa privada, que inicia suas obras quando quer, a iniciativa pública depende de tramites e muita burocracia, então a resposta ao seu questionamento é esse, a demora em começar as obras antes do período de chuvas se deve à demora desses tramites, e não dá pra iniciar depois, porque tem prazo para iniciar as obras depois da liberação do dinheiro.
 
Maria Silva em 28/10/2013 19:28:28
Tem que fazer isso em todas as calçadas. Na hora do pico o local que enche são as ruas não as calçadas. Tem que melhorar o fluxo nas ruas. As calçadas estão cada vez mais desertas.
Isso sem falar na falta de bom senso já que é permitido estacionar ao londo de avenidas estreitas atrapalhando muito mais o trânsito
 
Fabiano pontes em 28/10/2013 19:00:20
concordo com os dois lados, só para lembrar que calçada é passeio público, certo,,,,mas deixa de colocar o piso tátil para ver o que acontece!!
 
wagner borges de freitas em 28/10/2013 18:55:13
Fico de cara com esse povo, se nao arruma reclama se arruma reclama, deixa os cara trabalhar pow, não vai morrer por causa disso. aff
 
Elaine de Almeida em 28/10/2013 18:09:58
Sou um dos moradoradores afetados pela obra e, com toda a sinceridade, não entendo como começaram a obra bem no período mais chuvoso. Cheguei a notificar a empreiteira a respeito dessa decisão equivocada, principalmente porque começaram a destruir a calçada numa sexta-feira, trabalharam somente meio período no sábado, sendo que todos os meios de comunicação estavam falando que a próxima semana seria toda de chuva. Então porque começaram a obra justo nesse período?! Não poderiam ter esperado passar esses meses que são sempre muito chuvosos?! É ou não é um erro grosso de planejamento?! Esse mesmo erro cometeram na mesma avenida, só que na quadra anterior, a qual foi realizada no mesmo período do ano passado. Encheu a frente das casas de barro. Eu só estou contabilizando os prejuízos.
 
Rogério Pompermaier em 28/10/2013 17:58:32
Povo chorão, em outras gestões mandavam fazer mesmo com chuva para gastar mais, agora ao menos um pouco de bom senso e esperam secar para fazer e não perder o material.
 
Luis Castro em 28/10/2013 17:34:45
para de reclamarem gente. Daqui uns dias volta tudo ao normal.
 
Sérgio Marques de Alencar em 28/10/2013 17:19:03
concordo com o poder público tem q haver melhorias, mesmo que para isso aja sacrificios
 
adelson glauciano em 28/10/2013 17:18:38
O povo gosta de reclamar mesmo,e calçada não é do dono da casa é da prefeitura.
 
marcos cesar em 28/10/2013 16:58:11
Quando essa obra foi realizada na frente da minha casa durou mais de 6 meses, e tive os mesmo problemas, sem contar que cortaram as árvores existentes na calçada sem aviso prévio os autorização, simplesmente chegaram e cortaram. Já teve casos de precisas de guincho pra retirar carro que ficou atolado no lameiro que fizeram.
 
Carol Santos em 28/10/2013 16:43:50
Vejam nas escrituras de suas casas, vejam os limites, se a calçada estiver dentro do terreno da residencia a prefeitura tem que indenizar pois está se apropriando de uma propriedade particular para fazer uma benfeitoria publica, agora se na planta e na escritura o seu terreno vai até o muro, aí a prefeitura pode fazer o que quiser pois os 10 metros da calçada pertencem ao estado.
 
maximiliano nahas em 28/10/2013 16:38:44
Só pra lembrar, quem começou essa obra ae foi o Giroto, e nao fez toda a avenida duplicada.
 
ADRIANO OTAVIO em 28/10/2013 16:36:12
Esse povo nunca está contente com nada, o aumento de Ruas e avenidas só irão ajudar, pois tem umas ruas tão estreitas que torna difícil dois veículos se transitarem, enquanto as calçadas são imensas. O aumento das ruas beneficiaria e muito o tráfegos de veículos nos dois sentidos.
 
Silverio Gomes em 28/10/2013 16:30:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions